Show simple item record

dc.contributor.advisorSchmidt, Patrickpt_BR
dc.contributor.authorNovinski, Charles Ortizpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Zootecniapt_BR
dc.date.accessioned2018-08-17T17:40:20Z
dc.date.available2018-08-17T17:40:20Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/56927
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Patrick Schmidtpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia. Defesa : Curitiba, 16/04/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Existe uma grande variedade de aditivos indicados para utilização em silagens e que atuam em diferentes fases do processo de produção desse volumoso. De maneira geral, os aditivos são usados para melhorar a recuperação de matéria seca (MS) e energia, aumentar a digestibilidade dos nutrientes e permitir maior estabilidade da silagem pós abertura do silo. No que se refere ao desenvolvimento de aditivos microbianos as pesquisas se concentram na seleção de bactérias especializadas na produção de determinados ácidos, visando os mesmos objetivos supracitados. A inconsistência na resposta desses produtos é devida a inúmeras variáveis envolvidas durante a condução dos experimentos que podem alterar completamente os resultados, sobretudo, quando inoculantes microbianos são utilizados. Em algumas regiões do mundo, particularmente em países de clima tropical, a produção de silagens apresenta os maiores desafios climáticos, principalmente pelas elevadas temperaturas associadas com alta umidade. Essa condição ambiental favorece a proliferação de micro-organismos durante o crescimento das plantas ainda lavoura aumentando a incidências de doenças. Quando essas plantas são ensiladas muitos desses patógenos podem afetar o perfil fermentativo da silagem, elevando as perdas de nutrientes e reduzindo a estabilidade aeróbia. Sabendo que os inoculantes utilizados no Brasil são derivados de cepas bacterianas selecionadas na Europa e Estados Unidos parte da variação dos resultados pode ser justificada. Raramente os estudos comparam o efeito da temperatura de armazenamento sobre a fermentação de silagens de milho tratadas com aditivos microbianos. Da mesma forma, pouca ou nenhuma discussão é realizada para diminuição do impacto ambiental, principalmente na emissão de carbono durante a fermentação de silagens. Não há relatos de estudos utilizando ou investigando bactérias capazes de aumentar a recuperação de MS e a concentração de ácidos orgânicos pela fixação biológica de CO2. Essa tese tem o objetivo de questionar a utilização de aditivos microbianos sem considerar os fatores ambientais envolvidos na produção de silagens de milho e fomentar a discussão na seleção de novos micro-organismos com conceitos nunca abordados em silagens. A seção revisão de literatura apresenta informações sobre as bactérias utilizadas como aditivos em silagens e o impacto do ambiente sobre a atividade desses organismos. A segunda parte, ainda na revisão de literatura, é uma investigação que tem o objetivo entender e explicar a pressão negativa no interior dos silos, que vem acontecendo com frequências em nossos experimentos. Com base nas informações até o momento tudo indica que esse efeito possa ser causado pela atividade de bactérias homoacetogênicas. Para responder os questionamentos dessa tese foram realizados dois experimentos. No Capitulo I é apresentado um experimento realizado em 2015 utilizando bactérias heteroláticas facultativas (aditivos comerciais) em silagens de milho armazenadas em sala com temperatura controlada com avaliação da produção de gases e pressão interna durante a fase de estocagem. O Capitulo II apresenta o segundo experimento realizado em 2016 que utilizou os mesmos aditivos, porém comparou duas temperaturas de armazenamento (ambientes quente e frio) sobre as caracteristicas fermentativas, produção de gases e pressão interna nos silos. Palavras-chaves: aditivo, armazenamento, fixação de carbono, temperatura.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: There is a variety of additives that are recommended to ensiling forages, which work in a different phase of the production process. Overall, the objective of using additives is to increase the dry matter (DM) and energy recovery, improve the nutrients digestibility, and allows better aerobic stability after opening the silo. In relation to new microbial additives development, the focus of researchers is on select bacteria specialized in the production of specific acids to reach the same result mentioned before. However, the results variability and effectiveness do the silage additives recommendation questionable. The lack of data consistency of additives occurs by the many factors involved in the experiment conducting that can affect the end results, especially, when microbial inoculants are evaluated. In many parts of the world, notably in tropical weather conditions, the silage production faces several climatic challenges, mainly the factors related to a high temperature associated with high humid. This condition predisposes to the growth of microorganisms during the plant-growing season increasing the disease incidence. When these plants are ensiling those undesirable microorganisms can affect the fermentative profile, increasing the nutrient losses and reducing the aerobic stability. Brazilian bacterial inoculants are derived from strains isolated in Europe and North America, so part of this inconsistency result can be explained. Scarcely studies examined storage temperature effects on corn silage fermentation treated with bacterial additives. In the same way, little or nothing is known about the environmental impact reduction, especially carbon emission from silage fermentation, using or studying bacteria who has the ability to increase the DM recovery and acid concentration by the carbon dioxide sequestration. The aim of the present thesis is to open up the debate for the inoculants using without considering the environmental factors on the silage production, and also encourage the discussion about the microorganism selection, as inoculants, in the views never been mentioned before. In the literature review section is presented information about bacterias which are used to making silage and the environmental impact on this microorganisms. The second part, into the literature review section, is a survey that has the objective to comprehend and try to explain the negative internal pressure inside the experimental silos. This phenomenon has been occurring frequently in our studies. Based on the present information we suppose that this effects may happen by homoacetogenic bacteria activities. In order to answer the questions were conducted two experiment. In chapter I, is shown the results with facultative heterofermentative bacteria (commercial additive) on the corn whole-plant ensiling assessment. The silos were storage for 91 days in the controlled-temperature room and the gases production, and the internal pressure were measured. The chapter II, is shown the second experiment, ran in 2016, where the same group of bacterial (commercial additives) was evaluated, whereas the silos were kept in two different storage temperatures (hot and cool) and fermentative profile, gases production, and internal pressure were analized. Key-words: additive, carbon assimilation, temperature, storage.pt_BR
dc.format.extent123 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSilagem - Aditivospt_BR
dc.subjectZootecniapt_BR
dc.subjectMilho - Silagempt_BR
dc.subjectCarbono - Fixaçãopt_BR
dc.titleRespostas de aditivos microbianos em silagens de milho armazenadas sob duas temperaturas durante a fermentação, e avanços no conhecimento da dinâmica de produção e fixação de gasespt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record