Show simple item record

dc.contributor.authorMatos, Elísia Santos dept_BR
dc.contributor.otherMarafon, Daniellept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Litoral. Curso de Especialização em Gestão e Processo em Educação, Diversidade e Inclusãopt_BR
dc.date.accessioned2021-09-13T18:19:48Z
dc.date.available2021-09-13T18:19:48Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/42540
dc.descriptionOrientadora: Profª. Dra. Danielle Marafonpt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor Litoral, Curso de Especialização em Gestão e Processos em Educação, Diversidade e Inclusãopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Este artigo é um relato das memórias coletivas de brinquedos e brincadeiras, que foram reexperimentadas no Módulo de Educação Infantil, repassado em AntoninaPR, fazendo parte do curso de especialização, Gestão de Processos Educacionais Diversidade e Inclusão, ofertado pela UFPR – Setor Litoral, iniciado em março de 2014. O curso de especialização estruturava-se da seguinte forma: no primeiro semestre, aulas presenciais focadas em quatro módulos; Metodologias Inovadoras, Educação Infantil, Inclusão e Educação do Campo, no segundo semestre, os cursistas eram divididos em equipes para fazerem o repasse dos módulos nos municípios do litoral do Paraná e Vale do Ribeira. O público alvo, eram professores e agentes educacionais I e II, das escolas públicas, mas neste meio, também oportunizaram-se para acadêmicos que demonstraram interesses em participar, devido a carga horária, que foi de grande valia a todos. O objetivo deste era sensibilizar profissionais da educação, para a renovação escolar, com um ambiente de trabalho voltado para o prazer da criança. Por este motivo, reexperimentar brinquedos e brincadeiras da infância é de vital importância para a percepção do estudo realizado, das trocas de experiências, dos problemas encontrados e superados e/ou não na infância, da visão de mundo que os cursistas tinham desta fase, quando nela estavam e agora, como adultos. A metodologia utilizada foi com a da docência compartilhada, onde a dialética estava sempre presente, a teoria e a prática caminharam juntas, enriquecendo a vivência coletiva, de forma que a memória que retém fosse individualista e a memória criativa fosse coletiva, assim as experiências chegavam até ao conteúdo proposto. As conclusões referentes a esta proposta, nos permitiu, rever conceitos, nossas práticas pedagógicas, dar outro olhar a nossa profissão, como também, perceber as inúmeras maneiras que as crianças apreendem conceitos, que carregarão para o resto das suas vidas, sendo estes inúmeras vezes nocivos a sua construção como sujeitos, mas todas as vezes que as memórias eram prazerosas estavam sempre presentes os brinquedos e as brincadeiras, da infânciapt_BR
dc.format.extent1 arquivo (14 p.) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.titleMemórias coletivas de brinquedos e brincadeiraspt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record