Show simple item record

dc.contributor.advisorSerau Junior, Marco Auréliopt_BR
dc.contributor.authorRetslaff, Franciane de Souza, 1987-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2021-06-24T12:08:00Z
dc.date.available2021-06-24T12:08:00Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/71183
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Marco Aurélio Serau Juniorpt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : O presente trabalho tem como objetivo estudar como alguns pontos da Lei 11.788/2008, Lei do Estágio, vem sendo tratados e apontar questões ainda passíveis de discussão após doze anos de sua publicação. Além disso, visa-se analisar o impacto da referida lei nos estágios por meio de dados disponíveis para consulta. Para isso, utilizou-se a pesquisa bibliográfica, legislativa e jurisprudencial. O resultado aponta que, apesar da Lei 11.788/2008 apresentar avanços no texto legal no tange àproteção do estagiário, na prática percebe-se que alguns aspectos não são cumpridos, seja pela falta de clareza no texto da lei ou por falta de fiscalização. Ademais, ao que parece, o § 1º, art. 10, Lei 11.788/ 2008, permite mais de uma interpretação. Por fim, de acordo com os dados consultados, observou-se que após a publicação da Lei 11.788/2008 houve uma alteração no número de estágios, mas não ocasionou uma queda ou redução no número de estágios ofertados nos anos subsequentes.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present work analyses how some aspects of Law 11,788/2008, also known as the Law of Internship, are being handled and identify issues which are still subject to discussion after twelve years of its publication. Furthermore, it aims to examine the impact of that law on internships through publicly available data. To accomplish those objectives, a thorough bibliographic, legislative, and jurisprudential research was performed. The outcome of the research indicates that despite Law 11,788/2008 improving the legal text regarding the protection of the trainee, in practice some aspects are not being complied with, either due to the lack of clarity or due to lack of control. Moreover, it seems that § 1, art. 10 of the aforementioned law allows more than one interpretation. Lastly, it was observed that, although some changes in the number of internships were noticed right after its publication, it did not cause a drop in the number of internships offered in subsequent years.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo ( 43 p.) : grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEstagio - Legislaçãopt_BR
dc.subjectPrecarizaçãopt_BR
dc.subjectEstagiariospt_BR
dc.subjectDireito do trabalho - Brasilpt_BR
dc.title12 anos da lei 11.788/2008 (lei do estágio) : avanços e desafiospt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record