Show simple item record

dc.contributor.advisorRamos Filho, Wilsonpt_BR
dc.contributor.authorClaro, Maria Ângela Marques delpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2021-01-23T23:07:01Z
dc.date.available2021-01-23T23:07:01Z
dc.date.issued2003pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68316
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Wilson Ramos Filhopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Pós-Graduação em Direitopt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 196-205pt_BR
dc.descriptionÁrea de Concentração: Direito das Relações Sociaispt_BR
dc.description.abstractO contexto histórico da pesquisa observa que no Brasil, durante os últimos anos do século XX, observou-se concepção política marcada pelo economicismo neoliberal e a abstenção política do Estado de intervir nas questões sociais emergentes. Momento caracterizado pela desregulamentação, por um direito mínimo meramente referencial substituído pela negociação direta entre os sujeitos da relação de trabalho, privilegiando a autonomia da vontade. Essas complexas condições econômicas adversas geram privações, mas também formas inéditas de sociabilidade, implicando em novos atores sociais, novas carências e reivindicações e nova ordenação do espaço público marcado pelo caráter essencialmente participativo e descentralizador. No paradigma jurídico de transposição entre a democracia representativa para democracia participativa é que se pretende situar a concertação social, espécie do gênero negociação tripartite fundamentada no princípio do tripartismo. Idéia-força essencial para emprestar dinâmica democrática ao pluralismo comunitário participativo, sendo a incorporação da concertação social à organização do trabalho alternativa compatível e sustentada na ordem constitucional brasileira. Objetivando o trabalho buscar provar ser a concertação social, apoiada na atuação solidária dos atores sociais reciprocamente envolvidos incluindo o Estado, viável estimulo à obtenção de agendas inclusivas, renovando as estruturas de decisões políticas e jurídicas, revigorando a ação sindical e meio propício superar o individualismo economicista, mediante processos consensuais de planejamento e desenvolvimento macrossociais.pt_BR
dc.description.abstractResumo: O contexto histórico da pesquisa observa que no Brasil, durante os últimos anos do século XX, observou-se concepção política marcada pelo economicismo neoliberal e a abstenção política do Estado de intervir nas questões sociais emergentes Momento caracterizado pela desregulamentação, por um direito mínimo meramente referencial substituído pela negociação direta entre os sujeitos da relação de trabalho, privilegiando a autonomia da vontade Essas complexas condições econômicas adversas geram privações, mas também formas inéditas de sociabilidade, implicando em novos atores sociais, novas carências e reivindicações e nova ordenação do espaço público marcado pelo caráter essencialmente participativo e descentralizador No paradigma jurídico de transposição entre a democracia representativa para a democracia participativa e que se pretende situar a concertação social, especie do gênero negociação tripartite fundamentada no princípio do tripartismo Ideia-força essencial para emprestar dinâmica democrática ao pluralismo comunitário participativo, sendo a incorporação da concertação social a organização do trabalho alternativa compatível e sustentada na ordem constitucional brasileira Objetiva o trabalho buscar provar ser a concertação social, apoiada na atuação solidaria dos atores sociais reciprocamente envolvidos, incluído o Estado, viável estimulo a obtenção de agendas inclusivas, renovando as estruturas de decisões políticas e jurídicas, revigorando a ação sindical e meio propicio a superar o individualismo economicista, mediante processos consensuais de planejamento e desenvolvimento macrossociais.pt_BR
dc.format.extent205 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDireito do trabalho - Brasilpt_BR
dc.subjectContrato de trabalho - Brasilpt_BR
dc.subjectRelações trabalhistas - Brasilpt_BR
dc.subjectTrabalhadores - Brasilpt_BR
dc.subjectNegociação coletiva do trabalhopt_BR
dc.subjectDireitopt_BR
dc.titleA teoria da concertação social e contributos para as questões complexas do direito do trabalho no Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record