Show simple item record

dc.contributor.advisorGil, Fernando Cerisara, 1961-pt_BR
dc.contributor.authorCírico, Jéssica Caroline de Lima, 1992-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2018-11-06T20:06:47Z
dc.date.available2018-11-06T20:06:47Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/57617
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Fernando Cerisara Gilpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa : Curitiba, 25/06/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.93-95pt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente pesquisa apresenta uma leitura do romance Vastas emoções e pensamentos imperfeitos (1988), de Rubem Fonseca, mostrando, através do diálogo entre alta cultura e cultura de massa, que há movimentação do sujeito pós-moderno entre as referências de ambos os níveis de cultura. A narrativa possui em sua constituição características das duas culturas, que são apresentadas tanto na estrutura da narrativa quanto em seu conteúdo. Ao inserir em sua formatação estrutural características do gênero noir, assim como apresentar em seu conteúdo referencias de manifestações artísticas da cultura erudita e de massa, a obra estabelece diálogos entre esses elementos demonstrando que seus limites se tornam mais fluídos e que há zonas de rupturas entre esses aspectos na pósmodernidade. Essas relações surgem a fim de possibilitar reflexões sobre estes diálogos, principalmente em relação à inserção destas discussões na literatura. Com isso, a produção de Fonseca, apresenta uma literatura híbrida, assim como se apropria, em seu conteúdo e forma, de elementos exteriores ao universo literário tradicional. Palavras-chave: Rubem Fonseca. Cultura de massa. Cultura erudita. Vastas emoções e pensamentos imperfeitos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This research presents a reading of Rubem Fonseca's novel Vastas emoções e pensamentos imperfeitos (1988), showing through the dialogue between erudite culture and mass culture, how post-modern people transit between the two cultural levels' references. The narrative has in its constitution characteristics of the two cultures, which are presented in both the narrative structure and in its content. By inserting in its structure characteristics of noir genre, as well as presenting in its content references of erudite and mass cultural expressions, the novel establishes dialogues between these two elements demonstrating that their boundaries become more fluid and there are breakings zones between these aspects in post-modern time. These relations arise to create reflections about these dialogues in contemporary times, especially in terms of these discussions insertions in literature. Thus, Fonseca's writting presents a hybrid literature. Furthermore, it uses, in its content and structure, elements from outside of the traditional literary universe. Keywords: Rubem Fonseca. Mass culture. Erudite culture. Vastas emoções e pensamentos imperfeitos.pt_BR
dc.format.extent95 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.subjectFonseca, Rubem, 1925- - Critica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectCultura popularpt_BR
dc.subjectErudiçãopt_BR
dc.titleCulturas em trânsito : uma leitura de Vastas emoções e pensamentos imperfeitos, de Rubem Fonsecapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record