Show simple item record

dc.contributor.advisorSánchez García, Laura, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherSouza, Tanya Amara Felipe dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Informáticapt_BR
dc.creatorSilva, Lucineide Rodrigues dapt_BR
dc.date.accessioned2024-03-05T17:02:02Z
dc.date.available2024-03-05T17:02:02Z
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/86886
dc.descriptionOrientadora: Laura Sánchez Garcíapt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Tanya Amara Felipe de Souzapt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Exatas, Programa de Pós-Graduação em Informática. Defesa : Curitiba, 11/12/2023pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Ciência da computaçãopt_BR
dc.description.abstractResumo: É garantido por lei no Brasil que o surdo tenha acesso a uma educação bilíngue, aprendendo a Libras e o Português na modalidade escrita. Porém, ele enfrenta desafios significativos, muitos surdos são analfabetos ou possuem apenas o ensino fundamental incompleto, não alcançam o bilinguismo. Para ensinar ao surdo são necessárias estratégias específicas, que privilegiem a visualidade. Assim, os mapas conceituais, ferramenta gráfica que permite organizar o conhecimento, podem ser úteis. Por ser a aprendizagem um fenômeno colaborativo, a Computer- Supported Collaborative Learning - CSCL pode direcionar o desenvolvimento de tecnologias educacionais que sejam facilitadoras do processo de ensino e aprendizagem de surdos. No entanto, na literatura, há poucos trabalhos abordando a educação de surdos e os mapas conceituais, e nenhum foi encontrado abordando o uso de tecnologia CSCL para a educação de surdos via mapas conceituais. Para encontrar maneiras de adotar o mapeamento conceitual colaborativo de forma a atender às necessidades específicas dos estudantes surdos nos primeiros anos do ensino fundamental bilíngue do Instituto Nacional de Educação de Surdos - INES, e também definir quais requisitos seriam essenciais para uma tecnologia CSCL como suporte, uma pesquisa-ação foi executada. Foram executados dez ciclos nos quais participaram ativamente professores ouvintes, professores surdos, e estudantes surdos do 4º ano do ensino fundamental do INES. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas, questionários, observações e análise documental dos mapas produzidos pelos estudantes. Além disso, houve a análise de vídeo das interações dos estudantes durante as atividades com mapas conceituais. A partir de revisão de literatura, de mapeamentos sistemáticos de literatura e das aprendizagens ao longo da pesquisa-ação, um framework conceitual foi proposto. O framework é composto por cinco fases: capacitação dos professores, planejamento do processo, planejamento das atividades, promoção do interesse dos estudantes e execução das atividades. Cada fase oferece recomendações específicas, validadas no contexto. A partir do framework, os requisitos necessários para a tecnologia CSCL foram identificados.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: As guaranteed by law in Brazil, the deaf are entitled to bilingual education, where they learn Brazilian Sign Language (Libras) and written Portuguese. However, he faces significant challenges, as many deaf individuals are either illiterate or have only completed elementary education, which prevents them from achieving bilingualism. Teaching the deaf requires specific strategies that prioritize visual learning. In this regard, concept maps, a graphical tool for organizing knowledge, can be valuable. Given that learning is a collaborative phenomenon, Computer-Supported Collaborative Learning (CSCL) can guide the development of educational technologies that facilitate the teaching and learning process for the deaf. Nonetheless, there is a scarcity of literature addressing the education of the deaf through the use of concept maps, and no studies were found focusing on the use of CSCL technology for the education of the deaf via concept maps. To explore ways to adopt collaborative concept mapping to meet the specific needs of deaf students in the early years of bilingual elementary education at the National Institute of Deaf Education (INES) and to define essential requirements for CSCL technology as support, an action research study was conducted. Ten cycles were executed, actively involving hearing teachers, deaf teachers, and deaf students in the 4th year of elementary school at INES. Data collection involved interviews, questionnaires, observations, and document analysis of the maps produced by students. Additionally, video analysis was conducted to observe student interactions during activities involving concept maps. Through a literature review, systematic literature mapping, and lessons learned from the action research, a conceptual framework was proposed. The framework consists of five phases: teacher training, process planning, activity planning, student engagement, and activity execution. Each phase of the framework provides specific recommendations validated within the context. Using this framework, the necessary requirements for CSCL technology were identified.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAprendizagempt_BR
dc.subjectSurdos - Educaçãopt_BR
dc.subjectCiência da Computaçãopt_BR
dc.titleTecnologia CSCL para mapeamento conceitual : lições aprendidas para a educação bilíngue para surdospt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record