Show simple item record

dc.contributor.advisorTanhoffer, Edson Antonio, 1965-pt_BR
dc.contributor.authorCosta, Corine Vanessa Lospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ensino de Biologia em Rede Nacionalpt_BR
dc.date.accessioned2020-02-12T13:51:23Z
dc.date.available2020-02-12T13:51:23Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/64168
dc.descriptionOrientador: Dr. Edson Antonio Tanhofferpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional- PROFBIO. Defesa : Curitiba, 26/07/2019pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 34-36pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Ensino de Biologiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Ensinar Ciências Biológicas para estudantes deficientes visuais é um grande desafio. De acordo com o último censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2010, mais de 6,5 milhões de brasileiros possuem alguma deficiência visual. A Constituição Federal Brasileira garante que todos os brasileiros tenham o direito de se matricular em escola regular. O que se vê é que nem todas as escolas possuem um atendimento especializado e nem possuem material didático adequado para proporcionar um ensino adequado a esse público. Possibilitar ao estudante o acesso a diferentes materiais é importante para a apropriação do conhecimento, visto que, portadores de deficiência visual sentem dificuldade para entender algumas estruturas, principalmente na área da biologia. É possível desenvolver materiais didáticos a baixo custo usando a Resina de Poliéster, um material que é facilmente encontrado no comércio e que tem como característica adaptar a forma e estruturas de certos objetos de estudo, às limitações dos estudantes com deficiência visual. Pode então se tornar uma possibilidade de facilitar a aprendizagem e a inclusão social ao alcance das escolas e instituições de ensino. Esse trabalho traz uma metodologia que se vale da possibilidade de reproduzir em Resina de Poliéster, fósseis de bentos da Escarpa Devoniana do Paraná, usando o alfabeto Braile. Este indicará as estruturas de interesse do estudante e o remeterá a mais um elemento, o QR- Code. Ao fazer a leitura desse código com um celular, ouvirá uma narração previamente gravada e armazenada na plataforma YouTube A única condição para o uso desta metodologia é a disponibilidade de um smart phone por parte do aluno ou da instituição de ensino. Será produzido um tutorial onde se ensinará a técnica desenvolvida. Palavras-chave: Educação. Deficiência Visual. Material Didático. Resina de Poliéster. Fósseis. QR-Code. YouTube. Tutorial.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Teaching life sciences to visually impaired students is a big challenge. According to the latest census conducted by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE) in 2010, more than 6.5 millions of Brazilians have some visual impairment. The Brazilian Federal Constitution ensures that all Brazilians have the right to enroll in regular school. What you see is that not all schools have a specialized service and not have adequate teaching materials to provide an appropriate learning to these students. Allow students access to the different materials is important for the appropriate knowledge, since, visually impaired find it difficult to understand some structures, especially in the field of biology. You can develop educational materials at low cost using a polyester resin, a material that is easily available on the market and has as a characteristic to adapt the form and structures of some study subjects, to the visually impairment students' limitations. It can become a possibility to facilitate learning and social inclusion available to schools and educational institutions. This study presents a methodology that uses the possibility of reproducing in polyester resin, fossils of the Devonian Scarp benthos of Paraná, using the Braille alphabet. This will indicate the students' interest structure and shall forward them to another element, QR- Code. Upon scanning by a cell this code you will hear a previously recorded narration and stored on the YouTube platform .The only condition for the use of this methodology is the availability of a smart phone by the student or educational institution. It will be produced a tutorial in which will teach you the developed technique. Keywords: Education. Visual Impairment. Learning Materials. Polyester Resin. Fossils. QRCode. YouTube. Tutorial.pt_BR
dc.format.extent38 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectDistúrbios da visãopt_BR
dc.subjectMaterial didáticopt_BR
dc.subjectResinaspt_BR
dc.subjectPaleontologiapt_BR
dc.titleGuia áudio tátil em resina de poliéster dos fósseis da fauna bentônica devoniana do estado do Paraná : uma proposta de modelo de material didático voltado a educação de cegospt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record