Show simple item record

dc.contributor.advisorVale, Vinícius de Almeidapt_BR
dc.contributor.authorCostanzo, Rodrigo, 1993-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Graduação em Ciências Econômicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-06-30T16:48:36Z
dc.date.available2022-06-30T16:48:36Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76699
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Vinícius de Almeida Valept_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Ciências Econômicaspt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : Este trabalho tem como objetivo avaliar a estrutura produtiva e interdependência econômica setorial da economia italiana e relacionar tais resultados com os possíveis efeitos da pandemia COVID-19. Para tal, utiliza-se o modelo de insumo-produto e o método da extração hipotética a partir da matriz de insumo-produto (MIP) da Itália para 2014, composta por 54 setores. Observa-se o impacto de cada setor nos demais em termos percentuais do Valor Bruto da Produção (VBP) tanto pelo lado da demanda como da oferta. Os resultados encontrados com a extração hipotética na economia italiana mostram que as atividades do setor primário são as que têm menor relevância entre todos os setores. Algumas atividades do setor de serviços não apresentam impactos significativos na economia. Observa-se também que as atividades do setor secundário têm mais ligações para trás do que para frente. O setor secundário, por sua vez, tem as atividades com maiores encadeamentos, tanto pelo lado da demanda como da oferta. Na segunda parte dos resultados, relacionados à covid-19, pode-se ver a queda na produção de alguns setores ao longo da pandemia. Alguns setores que tiveram queda na produção não são considerados expressivos na economia italiana, não sendo capazes de dinamizar as perdas nos demais setores. Entretanto, os setores com maiores impactos e que tiveram uma grande queda na produção podem afetar significativamente a economia italiana, pois apresentam fortes encadeamentos produtivos tanto pelo lado da demanda como da oferta.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectProdutividadept_BR
dc.subjectCOVID-19 (doença)pt_BR
dc.subjectItália - Condições econômicaspt_BR
dc.titleEstrutura produtiva da economia italiana e os possíveis efeitos da covid-19pt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record