Show simple item record

dc.contributor.authorRocha, Helder Santos, 1987-pt_BR
dc.contributor.otherWeinhardt, Marilene, 1952-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2020-11-04T21:07:08Z
dc.date.available2020-11-04T21:07:08Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/67168
dc.descriptionOrientadora: Prof.ª Dr.ª Marilene Weinhardtpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa : Curitiba, 06/03/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 155-163pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Estudos Literáriospt_BR
dc.description.abstractResumo: O texto que se apresenta é resultado de pesquisa de doutorado, com base em leitura crítica de romances e contos do escritor Silviano Santiago, cujo enfoque se deu nas ficcionalizações de escritores do passado. O corpus selecionado compreende os romances Em liberdade, Viagem ao México e Machado, além dos contos "Conversei ontem à tardinha com o nosso querido Carlos" e "Caíram as fichas", do livro Histórias mal contadas, que trazem como personagens históricos ficcionalizados, respectivamente, Graciliano Ramos, Antonin Artaud, Machado de Assis e Mário de Andrade. Tomando estas narrativas como ficção histórica, ou como metaficção historiográfica, a intenção foi verificar em que medida os elementos que ativam as relações entre o fictício e as referências do passado propiciam efeitos relevantes acerca do pensamento estético e político envolvidos na ressignificação histórica. A partir de teorias e reflexões atuais, sobretudo as de orientação pós-estruturalista e fenomenológica, acerca da ficcionalização do passado histórico, assim como das relações entre narrativa e tempo, da referência e suplementação, da leitura enquanto efeito estético, da autorreflexividade no pósmodernismo, da emancipação do leitor e da curadoria literária, as análises buscaram apontar as problemáticas e as possibilidades de exploração dos referentes históricos pelas vias imaginativas disseminadas nos textos. Junto a isso, buscou-se discutir a relevância e os caminhos possíveis para a compreensão dessa operação metaléptica exercitada por Santiago, mas também por tantos outros ficcionistas contemporâneos, que transformam escritores do passado em personagens ficcionais do presente, trazendo as poucas leituras críticas encontradas até o momento e destacando a rentabilidade de seus apontamentos na obra de Silviano. Por fim, a tese apresenta uma reflexão sobre o pensamento político e estético presente no ato de leitura das ficcionalizações de referências históricas, buscando compreender este ato como um gesto transgressivo de participação constante na construção dos sentidos da escritura, além de uma possibilidade real de alterar as posições subjetivas e enunciativas que organizam a partilha do sensível, ou a nossa disposição no mundo. Palavras-chave: Curadoria. Emancipação. Ficcionalização de escritores. Leitura. Silviano Santiago.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The text presented is the result of doctoral research, based on a critical reading of novels and short stories by the writer Silviano Santiago, whose focus was on fictionalizations of writers from the past. The selected corpus comprises the novels Em liberdade, Viagem ao México and Machado, in addition to the short stories "Conversei ontem à tardinha com o nosso querido Carlos" and "Caíram as fichas", from the book Histórias mal contadas, which bring as fictionalized historical characters, respectively, Graciliano Ramos, Antonin Artaud, Machado de Assis and Mário de Andrade. Taking these narratives as historical fiction, or as historiographical metafiction, the intention was to verify the extent to which the elements that activate the relationships between the fictional and the references of the past provide relevant effects on the aesthetic and political thought involved in historical resignification. Based on current theories and reflections, especially those of post-structuralist and phenomenological orientation, about the fictionalization of the historical past, as well as the relations between narrative and time, reference and supplementation, reading as an aesthetic effect, selfreflexivity in the post- modernism, emancipation of the reader and literary curatorship, the analyses sought to point out the problems and the possibilities for the exploration of historical referents through the imaginative ways disseminated in the texts. Along with this, we sought to discuss the relevance and possible paths for understanding this metalleptic operation exercised by Santiago, but also by so many other contemporary fictionalists, which turn writers of the past into fictional characters of the present, bringing the few critical readings found until the moment and highlighting the profitability of their notes in Silviano's work. Finally, the thesis presents a reflection on the political and aesthetic thinking present in the act of reading the fictions of historical references, seeking to understand this act as a transgressive gesture of constant participation in the construction of the meanings of writing, in addition to a real possibility of altering the subjective and enunciative positions that organize the sharing of the sensitive, or our disposition in the world. Keywords: Curation; Emancipation; Ficcionalization of writers; Reading; Silviano Santiagopt_BR
dc.format.extent163 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSantiago, Silviano, 1936 - Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectLiteratura brasileira - História e críticapt_BR
dc.subjectPolitica e literaturapt_BR
dc.subjectLeiturapt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.titleHerança e emancipação : a ficcionalização de escritores do passado na obra de Silviano Santiagopt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record