Show simple item record

dc.contributor.advisorGorsdorf, Leandro Franklinpt_BR
dc.contributor.authorSouza, Vinícius Ferrarezi dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2014-07-29T22:20:28Z
dc.date.available2014-07-29T22:20:28Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35714
dc.description.abstractResumo: Esse trabalho pretende analisar a realocação de famílias como uma forma de resolução do conflito entre o direito à moradia e o direito ao meio ambiente equilibrado que se forma a partir da ocupação irregular de terrenos vagos, destinados a preservação ambiental, por famílias excluídas de um mercado formal de moradias e o seu significado frente aos conceitos trazidos pelo direito à cidade. Para tanto, analisa-se o significado dos três direitos mencionados bem como a origem e o desdobramento do conflito socioambiental na cidade de Curitiba. Por fim, a produção de moradias populares da COHAB-CT, como produto para a realocação, é analisada sob a ótica do direito à cidadept_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDireito ambientalpt_BR
dc.subjectDireito a moradiapt_BR
dc.titleConflito socioambientalpt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record