Show simple item record

dc.contributor.authorMatos, Raquel Dorigan dept_BR
dc.contributor.otherBulgacov, Yara Lucia Mazziottipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduaçao em Administraçãopt_BR
dc.date.accessioned2013-11-19T10:31:08Z
dc.date.available2013-11-19T10:31:08Z
dc.date.issued2013-11-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/33625
dc.description.abstractResumo: Este estudo aborda a relação entre a representação paritária e a aprendizagem expansiva. A problemática que norteia este estudo é como a construção da representação paritária enquanto elemento mediador da atividade significada pode contribuir para a aprendizagem expansiva na organização. Foi realizado um estudo de caso no projeto de parceria/cooperação entre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST e a Mondragón Corporación Cooperativa - MCC, na Região de Cantuquiriguaçu, no Paraná, Brasil. Ao apresentar a categoria da representação paritária como elemento mediador em um estudo amparado pela Teoria da Atividade, pretendeu-se demonstrar que a paridade participativa nas decisões constitui-se em uma justiça política, e essa paridade defronta-se com obstáculos que se encontram na constituição da sociedade (FARIA, 2011). A experiência de parceria/cooperação em questão demonstrou um anseio por participação em condições de igualdade para que se rompa o processo de alienação, o que levou à construção da tese que a representação paritária, expande e estimula a difusão do conhecimento e, ao destruir a estrutura social verticalmente hierarquizada, permite o alargamento de habilidades criativas nos sujeitos, constituindo uma possibilidade ampliada de aprendizagem expansiva em busca da superação dialética da totalidade da atividade. Nesse sentido, a representação paritária no processo de tomada de decisão é o elemento mediador necessário para que o trabalhador assuma coletivamente a responsabilidade sobre a gestão, sem a qual a participação reduz-se ao referendo de decisões burocraticamente definidas, inviabilizando o desenvolvimento das atividades pretendido pela aprendizagem expansiva. A experiência estudada apresenta progressos em termos de representação paritária, mas na totalidade da atividade não representa um enfrentamento capaz de superar grandes contradições.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleRepresentação paritária no processo decisório como elemento mediador na atividade significadapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record