Show simple item record

dc.contributor.advisorLohmann, Marcielpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Curso de Especialização em Análise Ambientalpt_BR
dc.creatorWienskoski, Chrystianept_BR
dc.date.accessioned2024-01-29T13:26:06Z
dc.date.available2024-01-29T13:26:06Z
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/75612
dc.descriptionOrientador : Marciel Lohmannpt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Curso de Especialização em Análise Ambiental.pt_BR
dc.descriptionInclui referências : p. 95-98.pt_BR
dc.description.abstractResumo: O crescimento desordenado do Município de Matinhos no entorno dos rios que compõe a bacia hidrográfica do Rio Matinhos traz sérios problemas socioambientais. Essa população instala-se sem o acompanhamento de políticas pública integradas, influenciando diretamente na infra-estrutura do município. Quando se trata de infraestrutura remete-se à saneamento básico, para atender a população, de modo a melhorar a qualidade de vida desses moradores. Neste contexto, até o ano de 2001, Matinhos tinha somente coleta de esgoto doméstico, em algumas áreas do município, como nos bairros centrais e no balneário de Caiobá. Esse esgoto era bombeado para uma lagoa de estabilização e lançado no Rio Guarituba, sem nenhum tratamento. Visto o problema, a SANEPAR e o governo estadual, a partir de 2004, iniciaram obras para a ampliação da rede de esgoto, e a construção de uma ETE. Em 2007 as obras foram concluídas e a nova rede foi ligada. Assim, nesse trabalho foram realizadas análises da água (DBO e DQO) do Rio Matinhos e seus afluentes antes e depois da ligação da rede de esgoto, buscando verificar se houve uma melhora nas condições da água, e consequentemente nas questões socioambientais que ocorreram no município decorrente da falta de saneamento. Através das análises coletadas, foi constatado que só houve uma melhora no DQO de alguns rios. No DBO não houve nenhuma melhora, na questão de poluição dos rios. Na área da saúde houve uma melhora significativa, em todos os bairros, inclusive o Tabuleiro que era o mais prejudicado pela GECA (diarréia) em 2006. com relação a balneabilidade, mesmo sem ter a contagem de Escherichia coli, a coordenadora da operação verão relatou que ocorreu uma melhora significativa na qualidade da água depois da instalação da nova rede de esgoto. Diante disso, esse trabalho foi realizado afim de provocar discussões a respeito do espaço modificado e suas conseqüências ambientais e sociais.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSaneamentopt_BR
dc.subjectRios - Paranápt_BR
dc.subjectÁgua - Poluiçãopt_BR
dc.titleAnálise acerca da poluição do Rio Matinhos (Litoral do Paraná) e seus afluentes, antes e depois da implantação da rede de esgotamento sanitário e as suas consequências socioambientaispt_BR
dc.typeTCC Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record