Show simple item record

dc.contributor.authorAntonio, Ilza Pereirapt_BR
dc.contributor.otherMercês, Nen Nalú Alves das, 1962-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Atenção Básicapt_BR
dc.date.accessioned2021-12-30T12:14:59Z
dc.date.available2021-12-30T12:14:59Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/72919
dc.descriptionOrientadora : Profª. Drª. Nen Nalú Alves das Mercêspt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Atenção Básicapt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Este estudo é um plano de intervenção que trata do tema Saúde Mental na Atenção Básica: uma nova abordagem da humanização e está vinculado ao Curso de Especialização em Atenção Básica da UFPR, financiado pelo UNA- SUS. A saúde mental ainda é um assunto extremamente polêmico na sociedade, assim sendo, ações de conscientização, controle e promoção de saúde se fazem necessárias. Além disso, é preciso sensibilizar o paciente e profissionais de saúde acerca da importância de valores, como o acolhimento e a empatia no ato de fazer saúde. Definiu-se: Planejar ações em saúde com o intuito de ampliação do serviço de saúde mental nas redes de atenção à saúde do Município de Capanema; Realizar diagnóstico situacional da rede de saúde mental; Desenvolver metodologias de reabilitação e promoção da sociabilidade com o usuário do Serviço de Saúde Mental; Estimular a participação social para a promoção da saúde e prevenção das doenças; Ampliar os serviços da rede de saúde mental e reestruturar a RAS; e, capacitar a equipe de saúde para atuação humanizada em Saúde Mental. Trata-se de uma pesquisa-ação, realizada no período de 02 setembro de 2019 a 31 de março de 2021. O cenário do estudo teve como principal objeto de investigação a população com fragilidade em saúde mental, localizada no Município de Capanema - Paraná. Os participantes foram os pacientes adstritos a Equipe de Saúde da Família (ESF). Para a implementação desenvolveram-se atendimentos ambulatoriais, oficinas terapêuticas, visitas domiciliares e grupos. Sobretudo através dos atendimentos ambulatoriais, a equipe conseguiu um maior vínculo com os pacientes, o que facilitou a adesão a outras estratégias, como as oficinas que ocorrem no CAPS, as quais no começo muitos dos pacientes já acompanhados na Unidade Básica de Saúde não queriam comparecer. Além disso, houve a desmedicalização de vários pacientes que deixaram de fazer uso de medicamentos desnecessários, ainda faltam dados para inferir o impacto das ações a médio e longo prazo. Considera-se que, o Plano de Ações em saúde foi parcialmente aplicado, pois diante da realidade vivenciada com a Pandemia da COVID-19, muitas ações ficaram impossibilitadas de serem desenvolvidas em 2020. Mesmo assim, faltam dados para inferir o impacto das ações a médio e longo prazo, mas é verossímil a melhora na relação dos usuários de saúde com a equipe.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study is an intervention plan that addresses the theme of Mental Health in Primary Care: a new approach to humanization and is linked to the Specialization Course in Primary Care at UFPR, funded by UNA-SUS. Mental health is still an extremely controversial issue in society, therefore, actions to raise awareness, control and promote health are necessary. In addition, it is necessary to sensitize the patient and health professionals about the importance of values, such as welcoming and empathy in the act of doing health. It was defined: To plan health actions with the intention of expanding the mental health service in the health care networks of the Municipality of Capanema; Perform situational diagnosis of the mental health network; Develop methodologies for rehabilitation and promoting sociability with the user of the Mental Health Service; Encourage social participation for health promotion and disease prevention; Expand the services of the mental health network and restructure the RAS; and, training the health team for humanized action in Mental Health. This is an action research, carried out from September 2, 2019 to March 31, 2021. The scenario of the study had as main object of investigation the population with mental health fragility, located in the Municipality of Capanema - Paraná. Participants were patients assigned to the Family Health Team (FHS). For implementation, outpatient care, therapeutic workshops, home visits and groups were developed. Especially through outpatient care, the team achieved a greater bond with patients, which facilitated adherence to other strategies, such as the workshops that take place at CAPS, which in the beginning many of the patients already followed up at the Basic Health Unit did not want to attend. In addition, there was the demedicalization of several patients who stopped using unnecessary drugs, data are still lacking to infer the impact of actions in the medium and long term. It is considered that the Health Action Plan was partially applied, because in view of the reality experienced with the COVID-19 Pandemic, many actions were unable to be developed in 2020. Even so, data are lacking to infer the impact of the actions to be taken. medium and long term, but the improvement in the relationship between health users and the team is credible.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo ([45 p.]) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.subjectAssistencia em hospitais psiquiatricospt_BR
dc.subjectHumanização dos serviços de saúdept_BR
dc.subjectEquipe de assistência ao paciente - Utilizaçãopt_BR
dc.subjectEstratégia Saúde da Família - Brasilpt_BR
dc.subjectCuidados Primários de Saúdept_BR
dc.titleSaúde mental na Atenção Básica : uma nova abordagem da humanizaçãopt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record