Show simple item record

dc.contributor.authorGonçalves, Alain Jose Pereirapt_BR
dc.contributor.otherLima, Lara Cubis de, 1974-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Atenção Básicapt_BR
dc.date.accessioned2021-12-22T19:43:13Z
dc.date.available2021-12-22T19:43:13Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/72849
dc.descriptionOrientadora : Prof(a). Msc(a). Lara Cubis de Limapt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Atenção Básicapt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Introdução: o plano de intervenção que trata da má adesão ao tratamento da hipertensão arterial sistêmica (HAS) é resultado do Curso de Especialização em Atenção Básica da UFPR, financiado pelo UNA-SUS. Uma amostragem realizada nas 26 capitais dos estados brasileiros e Distrito Federal revelaram a frequência de diagnóstico médico de HAS de 24,5% em média. A frequência no Brasil é preocupante quando comparada a Europa (8%). Além de frequente, a doença potencializa problemas cardiovasculares, associando-se também à incapacidade funcional e morte em idosos. A boa adesão ao tratamento do quadro de HAS gera benefícios para os pacientes, para a equipe de saúde e até para o SUS. Entretanto, diversos fatores são causadores e responsáveis pela má adesão ao tratamento dessa patologia. Objetivos: O presente estudo tem como objetivo melhorar a adesão ao tratamento de HAS, em pacientes da UBS São João, no Município de Pato Branco - PR. Materiais e métodos: foi realizada uma pesquisa-ação analisando dez prontuários eletrônicos de um grupo de mulheres hipertensas, portadoras de sobrepeso ou obesidade, na faixa etária de 50 a 70 anos, baseada na frequência de consultas. Foram realizadas 2 reuniões multiprofissionais para capacitação de toda a equipe de saúde da UBS São João. Ainda seriam realizadas 2 pequenas palestras para promover educação em saúde desses pacientes, com a confecção de uma cartilha com informações sobre os benefícios da boa adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico, além da proposição de planos terapêuticos individualizados de acordo com a avaliação do risco cardiovascular, por meio do escore de Framingham. Resultados e discussão: a primeira parte do projeto foi concluída com a realização das reuniões de capacitação da equipe de saúde. Porém, o restante da intervenção foi adiado devido a situação da pandemia, que inviabilizou a realização de atividades em grupo, em respeito às normas da vigilância epidemiológica de distanciamento social e não proliferação do novo Corona Vírus. Considerações finais: a capacitação de equipes de saúde é uma importante ferramenta no auxílio ao paciente hipertenso. Infelizmente pela complexidade dos fatores determinantes para a má adesão ao tratamento, juntamente com a realidade de pandemia vivida no ano de 2020, não foi possível alcançar todos os objetivos propostos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Introduction: the intervention plan that addresses poor adherence of the treatment of systemic arterial hypertension (SAH) is the result of the Specialization Course in Primary Care at UFPR, funded by UNA-SUS. A sample carried out in the 26 capitals of the Brazilian states and the Distrito Federal revealed the frequency of medical diagnosis of hypertension i24.5% on average. The frequency in Brazil is concerning when compared to Europe (8%). In addition of being frequent, the disease potentiates cardiovascular problems, and is also associated with functional disability and death in the elderly. Good adherence to the treatment of hypertension generates benefits for patients, for the health team and even for the SUS. However, several factors are responsible for poor adherence to the treatment of this pathology. Objectives: The present study aims to improve adherence to the treatment of SAH, in patients at UBS São João, in Pato Branco - Paraná. Materials and methods: an action research was carried out analyzing ten electronic medical records of a group of hypertensive women, with overweight or obesity, in the age group of 50 to 70 years old, based on the frequency of medical consultations. Two team meetings were held to instruct the entire health team at UBS São João. Two short lectures would also be held to promote health education for these patients, with the preparation of a booklet with information on the benefits of good adherence to pharmacological treatment and non -pharmacological, in addition to proposing individualized therapeutic plans according to the assessment of cardiovascular risk, using the Framingham score. Results and discussion: the first part of the project was concluded accomplishing the training sessions for the health team. Although, the rest of the intervention was postponed due to the situation of the pandemics, which made it impossible to keep on with group activities, in compliance with the rules of epidemiological surveillance of social distance and non -proliferation of the new Corona Virus. Final considerations: the training of health teams is a valuable tool in helping hypertensive patients. Unfortunately, due to the complexity of the determining factors for poor adherence to treatment, together with the reality of the pandemic experienced in the year 2020, it was not possible to achieve all the proposed objectives.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo ([24 p.]) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectHipertensãopt_BR
dc.subjectDoenças crônicaspt_BR
dc.subjectTratamento farmacológicopt_BR
dc.subjectAdesãopt_BR
dc.subjectSaúdept_BR
dc.subjectNutriçãopt_BR
dc.subjectEstratégia Saúde da Família - Brasilpt_BR
dc.titleHipertensão arterial sistêmica na população atendida por uma equipe de Saúde da Família : pesquisa-ação sobre a adesão ao tratamentopt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record