Show simple item record

dc.contributor.authorSigo, Ademilsonpt_BR
dc.contributor.otherKhalaf, Daiana Klohpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Atenção Básicapt_BR
dc.date.accessioned2021-04-26T20:10:27Z
dc.date.available2021-04-26T20:10:27Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/70409
dc.descriptionOrientadora : Profa. Dra. Daiana Kloh Khalafpt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Atenção Básicapt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : As doenças psiquiátricas são responsáveis por uma carga significativa de doenças em todo o mundo, correspondendo a um terço do total de morbidades em nível global. Os transtornos mentais (TM) são patologias manifestadas por um conjunto de sintomas que afetam o indivíduo de forma cognitiva, física, emocional e comportamental, afetando as suas atividades cotidianas, como o trabalho e as relações sociais. As ações de saúde mental desenvolvidas na atenção primária à saúde (APS) exerce um papel fundamental para ampliar o potencial resolutivos das equipes, com a realização do apoio matricial (AM) ou matriciamento que tem por objetivo superar a fragmentação do trabalho da própria área de saúde mental. Neste sentido, o objetivo deste estudo é a elaboração de um plano de ação para reduzir agravos decorrentes dos transtornos mentais. Trata-se de uma pesquisa-ação realizada na Unidade de Saúde Vila Santana. A área de atuação da unidade é composta por 70% de área urbana e 30% de área rural. Foram realizadas duas intervenções, a primeira foi uma capacitação com os profissionais sendo um médico, uma enfermeira, uma psicóloga, duas técnicas de enfermagem, seis agentes comunitários de saúde e um administrativo. A segunda intervenção é criar e estruturar um grupo terapêutico para potencializar as trocas dialógicas, compartilhamento de experiências dos pacientes com transtornos mentais. Na primeira intervenção espera-se o desenvolvimento dos profissionais e que adquiram novas habilidades frente a pacientes com TM. Na segunda intervenção, ainda em desenvolvimento, o objetivo é a criação do grupo terapêutico que possibilita uma construção de conhecimentos e atitudes, que estimulam na eficácia do tratamento. Buscou-se com estas intervenções a prevenção de agravos de complicações, tratamento correto e qualidade de vida, visto que as doenças mentais são causas de muito estigma e afetivas desses indivíduos. Um dos resultados esperados é o alcance da prática do autocuidado pelo paciente, que realizadas eficazmente, contribuem para a manutenção da integridade e funcionamento humano. Palavras-chave: Transtornos Mentais. Atenção Primária à Saúde.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (15 p.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTranstornos mentaispt_BR
dc.subjectCuidados Primários de Saúdept_BR
dc.subjectPromoção da saúdept_BR
dc.titleRedução de agravos em pacientes com transtornos mentais na Unidade de Saúde Vila Santana na cidade de Cambará-PRpt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record