Show simple item record

dc.contributor.authorMargerum, Tatiani Ribeiropt_BR
dc.contributor.otherBarbosa, Aparecida Reispt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná.Setor de Educação. Curso de Especialização em Coordenação Pedagógicapt_BR
dc.date.accessioned2020-01-09T15:39:34Z
dc.date.available2020-01-09T15:39:34Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/54015
dc.descriptionOrientadora : Aparecida Barbosapt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Curso de Especialização em Coordenação Pedagógicapt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : No passar dos anos, percebe-se no Município de Matinhos, um déficit de professores na rede de Ensino Municipal, daí uma necessidade para que se regularize este quadro. Na área da educação, são os mais variados motivos desta ausência, entre eles destaca-se o afastamento temporário dos profissionais da educação para tratamento de saúde. Este artigo analisa a relação entre a saúde dos profissionais de educação e a função docente. A hipótese levantada é que, neste caso, há relação direta. Este é um estudo exploratório a partir dos dados levantados no município de Matinhos, estado do Paraná. Nos referenciais teóricos, busca-se aprofundar especificamente as doenças mais comuns que acometem os professores do ensino fundamental, da rede Municipal de educação. O levantamento de dados desta pesquisa foi realizado no setor responsável pelas informações sobre os afastamentos e as licenças de saúde dos professores, nos Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Educação e também pesquisa em literaturas com informações sobre as doenças que atingem os docentes, no decorrer do exercício desta profissão. São inúmeras as causas de afastamento médico dos professores, dentre elas a mais comum é o Stresse causados pelo desgaste emocional, onde a indisciplina, a violência verbal dos alunos, desestrutura familiar e também a desvalorização dos profissionais da educação contribui para este problema aumentar. Com isso levando muitos profissionais da docência a serem diagnosticados com problemas de saúde em decorrência da profissão e conseqüentemente serem afastados pelos médicos para que possam fazer seu tratamento, visto que alguns, quando retornam precisam ser readaptados para então posteriormente se houver melhoras na sua saúde, retornar a exercer a profissão, o que geralmente não acontecept_BR
dc.format.extent16 p. : il. color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectProfessores - Stress ocupacionalpt_BR
dc.titleSaúde dos profissionais da educação e sua relação com a prática docentept_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record