Show simple item record

dc.contributor.advisorPicchi, Gisele Fernanda Assinept_BR
dc.contributor.authorRabello, Felipe Jansenpt_BR
dc.contributor.otherMendonça, Márcia Helena, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Curso de Graduação em Ciências Biológicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-08-25T17:00:53Z
dc.date.available2022-08-25T17:00:53Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/34875
dc.descriptionOrientadora: Gisele Fernanda Assine Picchipt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Márcia Helena Mendonçapt_BR
dc.descriptionMonografia (Bacharelado) - Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Curso de Graduação em Ciências Biológicaspt_BR
dc.description.abstractResumo : Estima-se, que somente no Brasil, 5 milhões de pessoas padeçam da Doença de Chagas. O agente etiológico dessa doença é o Trypanosoma cruzi, um organismo unicelular que possui um complexo ciclo de vida passando por dois organismos hospedeiros, um vertebrado e outro invertebrado, além de possuir quatro formas celulares de desenvolvimento principais: amastigotas, epimastigotas, tripomastigotas sanguíneos e tripomastigotas metacíclicos. O Trypanosoma cruzi pode ser classificado como um organismo eucarionte, da ordem Cinetoplastida, da família Tripanossomatideae. O genoma principal do T. cruzi se encontra no núcleo, que apresenta uma organização estrutural similar à encontrada em outras células eucarióticas. Entretanto é possível observar alterações na forma nuclear e nos níveis de compactação da cromatina durante os diferentes estágios celulares do ciclo do parasita. As associações observadas entre o envoltório nuclear e a cromatina periférica sugerem que as proteínas da lâmina nuclear são importantes para essa interação, fornecendo sítios de ancoragem para a cromatina na periferia nuclear e dessa forma atuam regulando a expressão de genes situados nesses loci. Tripanossomatídeos não possuem laminas, mas apresentam proteínas distintas que poderiam exercer as mesmas funções. Estudos preliminares realizados no Laboratório de Biologia Molecular de Tripanossomatídeos, do Instituto Carlos Chagas – FIOCRUZ, levaram a caracterização da proteína TcNUP-1 como uma das proteínas de lâmina nuclear em T. cruzi. Nesse contexto com intuito de conhecer melhor qual a função da proteína TcNUP-1, foram realizadas tentativas de nocautear ambos alelos do gene, bem como foi efetuado o sequenciamento do locus no qual o gene alvo desse estudo está inserido. Ao sequenciar o locus encontrou-se uma cópia adicional do gene TcNUP-1 todavia, em uma forma "truncada" que não contém todos os domínios do gene completo, tal fato ainda não havia sido relatado na literatura. Apesar de ser uma cópia incompleta, foi possível identificar um mRNA correspondente à mesma sendo transcrito nas formas epimastigotas da cepa Dm28c e alvo de trans-splicing. Não obstante, mais estudos devem ser realizados a fim de caracteriza-la. Ademais se conclui que no locus do gene TcNUP-1, diferente do observado no banco de dados, existe outra cópia do gene PEPCK a jusante da cópia truncada de TcNUP-1. Foi possível confirmar a deleção de somente um dos alelos. Por este motivo a transfecção para nocaute do segundo alelo deve ser repetida para que haja deleção completa da proteína e assim possa ser observado o fenótipo resultante. Não foi possível confirmar a caracterização do gene como sendo de cópia única com duas formas alélicas, embora existam fortes evidências corroborando essa hipótese.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relation.requiresExigências do sistema: Adobe Acrobat Readerpt_BR
dc.subjectTripanossomopt_BR
dc.subjectChagas, Doença dept_BR
dc.titleCaracterização e nocaute do gene TcNUP-1 em Tryapanosoma cruzipt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record