Show simple item record

dc.contributor.advisorWagner, Ricardo, 1974-pt_BR
dc.contributor.authorBaptista, Maick William Guimarãespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticaspt_BR
dc.date.accessioned2021-05-06T18:02:13Z
dc.date.available2021-05-06T18:02:13Z
dc.date.issued2019pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/70538
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Ricardo Wagnerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêutica. Defesa : Curitiba, 10/05/2019.pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 69-82.pt_BR
dc.description.abstractResumo: A Zearalenona (ZEA) é uma micotoxina produzida por fungos do gênero Fusarium que contaminam grãos, especialmente o milho, geralmente ainda no campo, já que estes fungos tem distribuição mundial. Frequentemente associada a ações tóxicas para seres humanos e animais, esta micotoxina provoca desordens reprodutivas, já que juntamente com seus metabólitos, a- zearalenol e B-zearalenol, mimetizam a ação do estrogênio causando o hiperestrogenismo. Neste trabalho foi validada uma metodologia de análise de a- e B- zearalenol baseada em extração pelo método QuEChERS com posterior detecção por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada a detector de fluorescência. Os limites de detecção e quantificação determinados foram, respectivamente, 4 e 13 ng mL-1 para a-zearalenol e 60 e 200 ng mL-1 para B-zearalenol. A média dos coeficientes de recuperação para o método de extração dos metabólitos foi de 87,7% para a-zearalenol e 91,3% para B-zearalenol, com desvio padrão relativo de 5,22% e 1,80%, respectivamente. Em seguida ao desenvolvimento e validação do método analítico foi realizado um estudo de ocorrência dos metabólitos da zearalenona em amostras de plasma de cadelas diagnosticadas com câncer de mama. Foram analisadas 50 amostras, obtidas de animais atendidos pelo Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná. Os resultados encontrados mostram uma ocorrência de positividade de 14% (n=7), em níveis de concentração de 13,6 - 54,0 ng mL-1 com contaminação média de 31,0 ng mL-1 para a- zearalenol e níveis de concentração de 301,7 - 565,7 ng mL-1 com contaminação média de 380,6 ng mL-1 para B- zearalenol. Conclui-se que a presente metodologia é sensível e pode ser eficientemente aplicada para determinar os metabólitos da zearalenona numa matriz complexa como o plasma de uma forma simples, eficiente e confiável. Baseado nos resultados encontrados o método mostrou-se sensível e adequado para determinação de a- e B- zearalenol e que a correlação entre os metabólitos encontrados e câncer de mama em cadelas pode ser evidenciado pela ingestão de ração contaminada com zearalenona.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The Zearalenone (ZEA) is a mycotoxin produced by fungus of Fusarium gender that contaminate grains, especially corn, usually when they are still in the fields, since these fungi are distributed worldwide. It is frequently associated with toxic actions to human beings and animals, this mycotoxin causes reproductive disorders, once that together with its metabolites, a-zearalenol and B- zearalenol, mimic the action of estrogen causing hyperestrogenism. This work validated a methodology for analysis of a- and B- zearalenol based on the extraction by QuEChERS method with subsequent detection by high performance liquid chromatography coupled to fluorescence detector. The limits of detection and quantification were determined, respectively, 4 and 13 ng mL-1 to a-zearalenol and 60 and 200 ng mL-1 to B- zearalenol. The mean recovery coefficients for the method of extraction were 87.7% for a- zearalenol and 91.3% for B-zearalenol, with a standard deviation of 5,22% and 1,80%, respectively. Following the development and validation of the analytical method was a study of the occurrence of zearalenone metabolites in plasma of female dogs diagnosed with breast cancer. At a total, 50 samples were analyzed, obtained from patients attended by the Veterinary Hospital of the Federal university of Paraná. The results showed an incidence of positivity of 14% (n=7), in concentration levels from 13,6 - 54,0 ng mL-1, with average contamination of 31,0 ng mL-1 to a-zearalenol and concentration levels from 301,7 - 565,7 ng mL-1, with average contamination of 380,6 ng mL-1 to B-zearalenol. It is concluded that the present methodology is sensitive and can be efficiently applied to determine the metabolites of zearalenone in a matrix as complex as plasma in a simple, efficient and reliable way. Based on these results, the method was sensitive and suitable for determination of a e B- zearalenol and that the correlation between the metabolites found and breast cancer in female dogs may be evidenced by ingestion of zearalenone-contaminated feed.pt_BR
dc.format.extent82 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMicotoxinaspt_BR
dc.subjectFarmacologiapt_BR
dc.titleDesenvolvimento e validação de metodologia para detecção e quantificação dos metabólitos da Zearalenona : a- e ß- Zearalenolpt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record