Show simple item record

dc.contributor.advisorSantos, José Amaro dos, 1955-pt_BR
dc.contributor.authorTeixeira Filho, Waldir Marcelinopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Especialização em Gerenciamento de Projetospt_BR
dc.date.accessioned2019-05-14T21:19:02Z
dc.date.available2019-05-14T21:19:02Z
dc.date.issued2005pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/60716
dc.descriptionOrientador: Jose Amaro dos Santospt_BR
dc.descriptionMonografia(Especialização) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Especialização em Gerenciamento de Projetospt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho buscou estabelecer a relação entre a ausência de programas específicos para financiamento a projetos culturais e a acomodação do produtor cultural em relação a fontes de financiamento alternativas. Optou-se por uma abordagem quantitativa, entretanto, a opinião de experientes em administração em muito contribuíram para conclusões importantes. O volume de projetos e crescente e contínuo no setor cultural. A oferta de dinheiro gratuito, sem contrapartida e sem custo para o produtor não evolui, pois de onde somente escoam recursos percebe-se falta de sustentabilidade. O gerente de projetos culturais é atento à fonte dos recursos e não há como ignorar que, apesar de haver no Brasil excelentes condições para realização de projetos culturais, total ou parcialmente subsidiados, existe muita dificuldade na captação dos recursos junto ao contribuinte que, chamado de mecenas nos tempos atuais, patrocina, incentiva e apoia projetos que de alguma forma se alinham a estratégia da organização, e que formam um portfólio de marketing cultural, influindo sobremaneira a imagem da empresa tornando, muitas vezes, os stakeholders da organização, satisfeitos pelo estabelecimento de política cultural socialmente responsável. Isso acontece quando a instituição se da conta de que a renúncia fiscal oferecida pelo poder público é atrativa e, extremamente benéfica ao incentivador de projetos culturais, pois, em geral, trata-se de isenção tributária, com ampla possibilidade de marketing e exploração dos resultados à imagem, sem considerar o mérito da produção cultural, sem muitos critérios para analisar e muito menos possibilidade de participação nos lucros dos negócios gerados ou com potencial para serem estabelecidos em razão ou naturalmente decorrentes de projetos culturais. A proposição de programa de financiamento amplia e possibilita acesso a gestores à efetiva realização de seus projetos. Sem descartar os meios de captação de recursos existente para a área cultural, a abertura de linha de crédito específica viria preencher a lacuna existente no setor, proporcionando a disponibilização de Programa para Financiamento de Projetos Culturais.pt_BR
dc.format.extent75 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCultura - Projetos - Financiamentopt_BR
dc.titleProjetos culturais : programa de financiamento.pt_BR
dc.typeMonografia Especializaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record