Show simple item record

dc.contributor.authorMuniz, Eduardo Correapt_BR
dc.contributor.otherSantin, Elizabethpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2014-08-12T18:07:00Z
dc.date.available2014-08-12T18:07:00Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35757
dc.description.abstractResumo: As salmoneloses estão entre as principais doenças das aves comerciais sendo que sua presença em plantéis avícolas é responsável por perdas econômicas e por riscos relacionados à saúde pública. A Salmonella está ligada às aves desde o início da história da produção avícola e sua epidemiologia e controle são extremamente complexos, dependendo de inúmeras variáveis como o sorovar, hospedeiro, o ambiente e também características geográficas. Várias são as ferramentas utilizadas para controlar salmoneloses em frangos de corte, mas em especial, nos últimos anos, tem se destacado a busca de uma boa modulação da microbiota intestinal como forma de evitar que este microrganismo se mantenha nos plantéis. Tentando melhor compreender estes aspectos, foi desenvolvida a presente tese com o objetivo de avaliar o comportamento clínico e imunológico de aves submetidas a diferentes sorovares de salmonelas paratíficas e também estudar a interação da Salmonella frente a probióticos. Para isso essa tese foi dividida em dois capítulos compostos por trabalhos científicos, sendo o capítulo I, intitulado "Resposta imunológica da mucosa intestinal de frangos de corte desafiados com diferentes sorovares de Salmonella", onde os sorovares S. Enteritidis e S. Typhimurium apresentaram um efeito mais intenso tanto no desempenho quanto na mobilização de células imunológicas para mucosa intestinal de frangos; Capitulo II um trabalho avaliando "Probióticos na ração para controle de Salmonella Minnesota em frangos de corte" onde verificou-se que os probióticos testados tiveram diferentes efeitos sobre a redução de Salmonella Minnesota e também afetaram de forma diferente a dinâmica celular da mucosa cecal das aves. Estes estudos demonstraram que realmente ocorre uma interferência direta entre o comportamento de salmonelas paratíficas e outros microrganismos e, ainda, que diferentes sorovares de Salmonella podem apresentar diferentes interações com o sistema imunológico do hospedeiro. Palavras-Chave: Custo imunológico, sorovares de Salmonella, probióticos, imunomodulação.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleSalmonelas paratíficas em avespt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record