Show simple item record

dc.contributor.advisorMello, Glauco Reggianipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Segmento Anterior e Glaucomapt_BR
dc.creatorHauschild, Jonathan Barbieript_BR
dc.date.accessioned2023-08-25T13:29:38Z
dc.date.available2023-08-25T13:29:38Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/84131
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Glauco Reggiani Mellopt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Segmento Anterior e Glaucomapt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: INTRODUÇÃO: A catarata constitui a principal causa de cegueira reversível no mundo e caracteriza-se pela perda de transparência do cristalino. Para definir o poder dióptrico da lio a ser implantada em uma cirurgia de catarata, devem ser obtidas medidas das estruturas do globo ocular através do exame de biometria. Atualmente a biometria por interferometria óptica representa o método mais moderno e preciso para obtenção de medidas biométricas METODOLOGIA: Foram utilizados dados coletados retrospectivamente de prontuários de pacientes que realizaram cirurgia de facoemulsificação com implante de lente intraocular no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná no ano de 2018. Critérios de inclusão para este estudo foram, cirurgia de facoemulsificação sem complicações, com implante de lio sensar 1 (AAB00) no saco capsular e biometria realizada no Galilei G6. Foi utilizada a fórmula Barrett Universal II com a constante A sendo considerada 119 para a Lio Sensar 1. Após 6 semanas de pós operatório foi calculado equivalente esférico e calculados constantes personalizadas para cada olho, variando a constante original até que o equivalente esférico predito pela fórmula fosse igual ao equivalente obtido na refração pós operatória. RESULTADO: Obteve-se uma constante de 118,93 e após a correção dos equivalentes esféricos para 4 metros encontrou-se 119,04. Houve, portanto, pouca diferença para a constante já usada no serviço. Em ambas as constantes o erro refracional de até 0,25 ocorreu em 35% dos casos. CONCLUSÃO: Necessitamos de amostra mais extensa, através da avaliação dos casos dos anos seguintes, para podermos comprovar melhores resultados. Até o momento a diferença é pequena e não é válida para mudanças na rotina cirúrgica.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCatarata - Cirurgiapt_BR
dc.subjectBiometriapt_BR
dc.subjectFacoemulsificaçãopt_BR
dc.titleAcurácia biométrica no cálculo do implante de lentes intraoculares sensar 1 (aab00) na cirurgia de catarata por facoemulsificação utilizando um biômetro de interferometria parcial de raios infravermelhos acoplado a um tomógrafo de córnea com sistema de anéis de plácido e dual-scheimpflug (Galilei g6)pt_BR
dc.typeTCC Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record