Show simple item record

dc.contributor.advisorBerghetti, Álvaro Luís Pasquettipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Agrárias. Curso de Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.creatorVieira, Gabriel Reckpt_BR
dc.date.accessioned2023-06-05T17:15:12Z
dc.date.available2023-06-05T17:15:12Z
dc.date.issued2023pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/82975
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Álvaro Luís Pasquetti Berghettipt_BR
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : A restauração florestal no Brasil está crescendo rapidamente devido à necessidade de regularização ambiental das atividades produtivas e de mitigação de impactos ambientais. Isso tem sido acompanhado por uma revisão constante dos métodos de restauração. O monitoramento e avaliação de áreas em recuperação são ferramentas cruciais para o sucesso de qualquer projeto de restauração ecológica. Associado a isso, o conhecimento silvicultural de espécies prioritárias para implantação em projetos de recuperação em cada ecossistema é fundamental para maximizar a sobrevivência, crescimento e, consequentemente, facilitar processos da sucessão ecológica. Assim, este estudo tem como objetivo avaliar os procedimentos técnicos e as etapas de Recuperação de Área Degradada, contemplando as etapas de pré-plantio, plantio, monitoramento. Para isso, a proposta metodológica de avaliação de Projetos de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) será baseada na avaliação indicadores ambientais e parâmetros de crescimentos das mudas observados e coletados durante monitoramentos da área em restauração e usará ecossistemas de referência como objetivo final. As atividades de monitoramento e avaliação permitiram analisar quais índices ambientais tiveram maior influência na classificação da área como mediamente satisfatória no 18° mês após a implantação. A análise mostra uma evolução da área quanto a interação de animais-planta, a qual obteve nota máxima. Assim como um decréscimo na taxa de mortalidade das mudas, ao comparar a mortalidade de cada semestre. Essa estabilidade conferiu nota máxima ao indicador no 18º mês. Para o índice regeneração natural, destaca-se a presença da espécie Sesbania punicea a partir do 12º mês, como um sinal de melhoria nas condições ecológicas da área. As medições de altura tiveram pouca variação ao longo dos monitoramentos, devido as quebras e rebrotas de diversas mudas, porém destaca-se o crescimento médio das espécies Mimosa scabrella Brenth., atingindo uma média de 3,11 metros, e o menor, da espécie Eugenia uniflora L. com média de 0,62 metros de altura. Comparando as medições realizadas no 1º mês após implantação e as do 18º mês, nota-se que houve um crescimento médio de altura de 32 cm e 1,08 cm de diâmetro. Apesar de apresentar melhorias na avaliação dos índices, a área teve sua classificação final como mediamente satisfatória. Portanto, recomenda-se a continuidade das atividades de monitoramento.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Forest restoration in Brazil is growing rapidly due to the need for environmental regulation of productive activities and mitigation of environmental impacts. This has been accompanied by a constant review of restoration methods. Monitoring and evaluation of recovering areas are crucial tools for the success of any ecological restoration project. In addition, the silvicultural knowledge of priority species for implementation in restoration projects in each ecosystem is essential to maximize survival, growth and, consequently, facilitate ecological succession processes. Thus, this study aims to evaluate the technical procedures and steps of Degraded Area Recovery, encompassing pre-planting, planting, and monitoring steps. To do this, the methodological proposal for evaluating Degraded Area Recovery Projects (PRADs) will be based on the evaluation of environmental indicators and growth parameters of seedlings observed and collected during monitoring of the restoration area and will use reference ecosystems as the final goal. Monitoring and evaluation activities allowed analyzing which environmental indices had the greatest influence on the classification of the area as moderately satisfactory in the 18th month after implementation. The analysis shows an evolution of the area regarding plant-animal interaction, which obtained the highest score. As well as a decrease in seedling mortality rate, when comparing mortality in each semester. This stability gave the highest score to the indicator in the 18th month. For the natural regeneration index, the presence of the species Sesbania punicea from the 12th month stands out, as a sign of improvement in the ecological conditions of the area. Height measurements had little variation over the monitoring period, due to the breaking and regrowth of several seedlings, but highlights the average growth of the species Mimosa scabrella Brenth., reaching an average height of 0.62 meters. Comparing the measurements made in the 1st month after implementation and those of the 18th month, there was an average growth of height of 32 cm and 1.08 cm in diameter. Despite improvements in the evaluation of the indices, the area was finally classified as moderately satisfactory. Therefore, it is recommended to continue monitoring activities.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDegradação ambientalpt_BR
dc.subjectRecuperação ecológicapt_BR
dc.subjectMonitorização ambientalpt_BR
dc.subjectIndicadores ambientaispt_BR
dc.subjectReflorestamentopt_BR
dc.subjectÁreas de conservação de recursos naturaispt_BR
dc.titleAvaliação da qualidade ambiental durante o processo de recuperação de uma área de preservação permanente degradada no meio urbanopt_BR
dc.typeTCC Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record