Show simple item record

dc.contributor.advisorLuz, Ennio, 1926-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia)pt_BR
dc.creatorGonçalves, Neuza Maria Ferraz de Mellopt_BR
dc.date.accessioned2023-03-07T20:33:13Z
dc.date.available2023-03-07T20:33:13Z
dc.date.issued1984pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/81429
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Ennio Luzpt_BR
dc.descriptionTese (Doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Curso de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia)pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 75-87pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Entomologiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Stomoxys oalcitrans (L.), comumente conhecida como "mosca dos estábulos", foi capturada três vezes por semana em três aviários de galinhas de postura, no Município de Araucária-PR, 1980-81. As capturas sempre resultaram em maior número de fêmeas (60,5%). Nos meses quentes, o número deste díptero, cosmopolita em sua distribuição geográfica, foi bem mais alto principalmente em fevereiro, março e abril. As capturas realizadas no aviário I, com uma media de 126,08 foi significativamente superior às realizadas nos aviários II e III com medias de 59,83 e 40,25 respectivamente; que não diferiram significativamente entre si. Foi verificada pelo "Ring test" a ausência de anticorpos de reações cruzadas para os soros de galinhas e coelhos. O título máximo de anticorpos para soros de galinha foi atingido aos 30 dias e aos 29 para coelhos, determinados pela D.D.G.. As amostras de sangue extraídas de Stomoxys oalcitrans (L.) foram submetidas às reações de precipitina (eletroimunoprecipitação e imunodifusão) para identificar a fonte de alimentação. A análise apresentou o seguinte resultado para as 1513 moscas capturadas no aviário I: 987 se alimentaram em sangue de vacas (65,23%), 827 em cavalos (54,66%), 718 em cães (47,45%), 493 em porcos (32,58%J, 223 em gatos (14,74%), 113 em humanos (7,47%), 51 em cabras (3,37%), 29 em ovelhas (1,92%), 24 em cobaios (1,59%), 17 em ratos brancos (1,12%), 25 em marrecos (1,65%), 17 em patos (1,12%), 13 em gansos (0,86%), 9 em perus (0,6%), 3 em rãs (0,2%) e 2 em sapos (0,13%). Todas as amostras foram negativas para as reações com soros de galinhas e cobras. Os resultados obtidos demonstram que Stomoxys calcitrans (L.) utiliza os aviários para reprodução, procurando em campo aberto se alimentar em outras espécies de animais, podendo sugar um mamífero, 6 mamíferos diferentes ou mamíferos e aves, em sua alimentação diária.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Stomoxys oaloitrans (L.), usually known as "stable flies", were captured three times a week on poultry ranches of Araucaria-Pr., during 12 months (1980-81). It was determined that on the hot months the number of captured flies was higher, mainly on February, March and April. It was observed that the number of insects captured on ranch I was significantly higher than that of ranches II and III. The blood extracted from S. calcitrans captured on those ranches was submitted to precipitin test for the identification of the blood meal sources. The results obtained showed that from the 1513 flies captured on the ranch I, 987 have fed on cows (65.23%), 827 on horses (54.66%), 718 on dog (47.45%), 493 on pigs (32.58%), 223 on cats (14.74%),113 on men (7.47%), 51 on goats (3.37%), 29 on sheep (1.92%), 24 on ginea pigs (1.59%), 17 on rats (1.12%), 25 on ducks (1.65%), 17 on Snakes (1.12%), 13 on geese (0.86%), 9 on turkeys (0.6%), 3 on frogs (0.2%) and 2 on toads (0.13%). Although all flies were caught on poultry ranches, none had fed on chickens. Small to large aggregations of mammals were present until 100 to 5.000 meters of all poultry ranches studied.pt_BR
dc.format.extent96p. : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEntomologiapt_BR
dc.subjectMosca de estabulopt_BR
dc.subjectMuscidaept_BR
dc.subjectZoologiapt_BR
dc.titlePreferência alimentar de Stomoxys calcitrans (L.) (Diptera, Muscidae) capturadas em aviários, verificado pelo teste de precipitina, Araucária - Paranápt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record