Show simple item record

dc.contributor.advisorFelix, Jorge Vinícius Cestaript_BR
dc.contributor.otherBoller, Shirley, 1980-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.creatorTorres, Francis Elena Rodriguezpt_BR
dc.date.accessioned2024-02-19T18:35:56Z
dc.date.available2024-02-19T18:35:56Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/78428
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Jorge Vinícius Cestari Felixpt_BR
dc.descriptionCoorientador: Profª Drª Shirley Bollerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa : Curitiba, 25/03/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 90-100pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática Profissional de Enfermagempt_BR
dc.description.abstractResumo: O objetivo deste presente estudo foi identificar quais modelos de simulação clínica virtual descritos na literatura científica são utilizados como estratégia de ensino em estudantes e profissionais de enfermagem. A simulação clínica, é uma técnica que substitui as experiências reais por experiências guiadas replicáveis permitindo aos estudantes e profissionais de enfermagem vivenciarem a representação de um acontecimento real. Uma vez que a simulação clínica virtual utiliza um computador de alto nível, fazendo com que essa técnica viabilize condições de maior segurança e autoconfiança do estudante durante sua formação teórica e prática, consolidando seus conhecimentos, habilidades e competências. Método: Revisão sistematizada do tipo Scoping Review, que consiste nas cinco etapas: (1) formulação da questão de pesquisa (2) identificação dos estudos relevantes; (3) seleção de estudos; (4) mapeamento de evidências científicas; (5) apresentação e interpretação dos resultados. As bibliotecas digitais e bases de dados escolhidas para este estudo foram: PubMed, Medline, Scielo, Scopus, BvS, Web of Science, Lilacs, Embase, Ebsco. Os descritores utilizados foram: Simulação/ Simulação clínica/ Simulação clínica virtual/ Realidade virtual /Treinamento por Simulação/ Treinamento com Simulação de Alta Fidelidade/ Simulação por Computador/ Estudante de Enfermagem/ Estratégias de ensino/ Educação. A coleta de dados ocorreu no período de 1° de maio até 1° de novembro do ano de 2020. Foram descritos os seguintes critérios de seleção: trabalhos de qualquer natureza que retratam estudos sob simulação clínica virtual em estudantes de enfermagem da graduação e pós-graduação; artigos publicados na literatura nacional e internacional nos idiomas português, inglês e espanhol dos últimos 20 anos, desde janeiro 2000 até agosto 2020, todos estes disponíveis online nas bases de dados consultados e aqueles que respondem ao problema ou questão de revisão. Os dados extraídos foram analisados e sintetizados narrativamente. Resultados: Dos 711 artigos recuperadas na busca, foram salvas para revisão e conteúdo, onde apenas 52 artigos duplicados e excluídas por não contribuírem com elementos para a análise temática desta revisão, 507 estudos foram excluídos com base no título e resumo, dos quais 152 foram selecionados, assim 99 estudos foram excluídos com base no conteúdo. Apenas 53 estudos atenderam os critérios de seleção para o estudo. Destes, 16 foram selecionados no Scopus, 17 no Medline/PubMed, 1 no Embase, 11 no Ebesco, 1 no BvS, 7 no Web Of Science e 5 no PubMed Central. Conclusão: Esta revisão de escopo fornece uma avaliação abrangente do uso de diferentes modelos de simulação clínica virtual no ensino de enfermagem, esses modelos podem melhorar o conhecimento de estudantes e profissionais de enfermagem. Em geral, o uso da simulação de realidade virtual deve ser considerado para aprimorar o conhecimento e como complemento a outras estratégias de simulação para melhorar a qualidade e a segurança da prática clínica. No entanto, a heterogeneidade e o risco de viés entre os estudos incluídos devem ser levados em consideração. Estudos de grande escala rigorosamente desenhados são necessários para confirmar ainda mais os resultados desta revisão.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The objective of this present study was to identify which virtual clinical simulation models described in the scientific literature are used as a teaching strategy for nursing students and professionals. Clinical simulation is a technique that replaces real experiences with replicable guided experiences, allowing nursing students and professionals to experience the representation of a real event. Since the virtual clinical simulation uses a high-level computer, making this technique possible conditions of greater security and self-confidence of the student during their theoretical and practical training, consolidating their knowledge, skills and competences. Method: Systematized review of the Scoping Review type, which consists of five steps: (1) formulation of the research question (2) identification of relevant studies; (3) selection of studies; (4) mapping of scientific evidence; (5) presentation and interpretation of results. The digital libraries and databases chosen for this study were: PubMed, Medline, Scielo, Scopus, BvS, Web of Science, Lilacs, Embase, Ebesco. The descriptors used were: Simulation / Clinical Simulation / Virtual Clinical Simulation / Virtual Reality / Training by Simulation / Training with High Fidelity Simulation / Computer Simulation / Nursing Student / Teaching Strategies / Education. Data collection took place from May 1st to November 1st, 2020. The following selection criteria were described: works of any nature that portray studies under virtual clinical simulation in undergraduate and graduate nursing students graduation; articles published in national and international literature in Portuguese, English and Spanish for the last 20 years, from January 2000 to August 2020, all of which are available online in the consulted databases and those that respond to the problem or review question. The extracted data were analyzed and synthesized narratively. Results: Of the 711 articles retrieved in the search, they were saved for review and content, where only 52 articles were duplicated and excluded for not contributing elements to the thematic analysis of this review, 507 studies were excluded based on title and abstract, of which 152 were selected, thus 99 studies were excluded based on content. Only 53 studies met the selection criteria for the study. Of these, 16 were selected from Scopus, 17 from Medline/PubMed, 1 from Embase, 11 from Ebesco, 1 from BvS, 7 from Web Of Science and 5 from PubMed Central. Conclusion: This scoping review provides a comprehensive assessment of the use of different virtual clinical simulation models in nursing education, these models can improve the knowledge of nursing students and professionals. In general, the use of virtual reality simulation should be considered to enhance knowledge and as a complement to other simulation strategies to improve the quality and safety of clinical practice. However, heterogeneity and risk of bias among included studies must be taken into account. Large-scale rigorously designed studies are needed to further confirm the results of this review.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEducação em enfermagempt_BR
dc.subjectRealidade virtualpt_BR
dc.subjectEstudantes de enfermagempt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.titleModelos de simulação clínica virtual : revisão de escopopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record