Show simple item record

dc.contributor.advisorTetto, Alexandre França, 1974-pt_BR
dc.contributor.authorWiese, Mirella Victória, 1998-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Agrárias. Curso de Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2022-02-24T15:15:05Z
dc.date.available2022-02-24T15:15:05Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/73173
dc.descriptionOrientador : Professor Dr. Alexandre França Tettopt_BR
dc.descriptionTítulo da capa: Influência da precipitação na operação portuária de embarque de granéis no Porto de Paranaguápt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curso de Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 34-35pt_BR
dc.description.abstractResumo : O Porto de Paranaguá é um dos principais portos especializados na exportação de granéis sólidos da América Latina, através do complexo denominado Corredor de Exportação (COREX), que consiste em três berços de atracação. O Porto de Paranaguá contribui, em diversas esferas, dentro dos âmbitos municipal, estadual, nacional e global. Os navios Bulk Carrier são utilizados para o transporte de grãos (soja e milho) e farelos, estes são carregados com o auxílio de equipamentos denominados Shiploaders, que por ação da gravidade despejam os produtos em um espaço designado para acomodá-los nos porões dos Bulk Carrier. Uma vez abertos para recebimento, os porões ficam susceptíveis às intempéries, como a precipitação, prejudicando a qualidade e fitossanidade dos produtos. A precipitação exerce grande influência em diversas operações portuárias, mas sobremaneira o processo de embarque. Diante deste contexto, foram coletados dados durante 17 anos, entre os anos 2004 e 2020, através dos relatórios denominados Statement of Facts (SOF), os quais descrevem detalhadamente diferentes eventos que ocorrem durante a estada dos navios no porto. A partir destes, verificou-se que, em média, a precipitação faz com que a operação de embarque seja paralisada em 25% do tempo ao ano. Deste modo, há grande esforço para compensar o carregamento após o período de paralisação por conta da precipitação. Portanto, ações são necessárias para reduzir os prejuízos financeiros e operacionais causados nessas circunstâncias. A não interferência da precipitação pode evitar saídas financeiras, com demurrage, além de beneficiar a incorporação de faturamentos significativos. Isto, diante do aumento de demanda no COREX, aumento do fluxo dos navios e redução do line-up (fila de navios). Através de uma busca por uma engenharia que sane as carências da operação através de uma cobertura eficaz, juntamente a realização de uma estação meteorológica voltada a maior precisão e acurácia na meteorologia/microclima local, bem como a realização de mais estudos e pesquisas aprofundadas nesse assunto, podem fazer com que haja um cenário com menor influência da precipitação nas atividades portuárias, principalmente o embarque.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The Port of Paranaguá is one of the main ports specialized in the export of solid bulk in Latin America, through the complex called Export Corridor (COREX), which consists of three berths. The Port of Paranaguá contributes, in various spheres, within the municipal, state, national and global spheres. The Bulk Carrier ships are used to transport grains (soybeans and corn) and meal, these are loaded with the aid of equipments called Shiploaders, which, by gravity action, dump the products in a space designated to accommodate them in the Bulk holds Operator. Once opened for reception, the basements are susceptible to bad weather, such as the rainfall, harming the products’ quality and plant health. The rainfall has a great influence on several port operations, but especially the boarding process. In this context, data were collected for 17 years, between 2004 and 2020, through reports called Statement of Facts (SOF). SOFs are reports that describe in detail different events that occur during the stay of ships in the port. From these, it was found that, on average, the rainfall causes a shipping operation to be stopped 25% of the time a year. Thus, there is a great effort to compensate the loading after the downtime due to rainfall. Therefore, actions are needed to reduce the financial and operational losses caused in these circumstances. The non-interference of rainfall can avoid financial outflow, with demurrage, in addition to benefiting the incorporation of significant billings. This, given the increased demand at COREX, increased vessel flow and reduced line-up (ship queue). Through a search for an engineering that solves the needs of the operation through an effective covering, along with the realization of a meteorological station aimed at greater precision and accuracy in local meteorology / microclimate, as well as further studies and in-depth research on this subject, may result in a scenario with less rainfall influence on port activities, especially shipping.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (39 p.) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectPrecipitação (Meteorologia) - Paranaguá, Porto de (Paranaguá, PR)pt_BR
dc.subjectPrecipitação (Meteorologia) - Paranaguá (PR)pt_BR
dc.subjectGrãos - Transportept_BR
dc.subjectGrãos - Armazenamentopt_BR
dc.subjectTransporte de mercadoriaspt_BR
dc.subjectNavios - Cargapt_BR
dc.titleInfluência da precipitação na operação portuária de embarque de granéis no Município de Paranaguá-PRpt_BR
dc.title.alternativeInfluência da precipitação na operação portuária de embarque de granéis no Porto de Paranaguápt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record