Show simple item record

dc.contributor.authorMiers, James Klaus, 1970-pt_BR
dc.contributor.otherLima, Myrian Del Vecchio de, 1958-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Artes, Comunicação e Design. Programa de Pós-Graduação em Comunicaçãopt_BR
dc.date.accessioned2021-12-13T16:07:09Z
dc.date.available2021-12-13T16:07:09Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68710
dc.descriptionOrientadora: Prof.a Dra Myrian Del Vecchio de Limapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Artes, Comunicação e Design, Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Defesa : Curitiba, 29/04/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 179-185pt_BR
dc.description.abstractResumo: O processo de poluição das nascentes do rio Cachoeira, localizadas na cidade de Joinville, estado de Santa Catarina, teve início na década de 1950 e foi acentuado devido ao desenvolvimento urbano e industrial da região. Em 2009, a comunidade buscou na mídia independente o respaldo não obtido na mídia comercial, sendo que um grupo de moradores do bairro Costa e Silva se mobilizou e criou seus próprios canais de comunicação, como um blog e um canal de web TV, que aliados a outras estratégias foram fundamentais no combate à poluição. A pesquisa qualitativa é fundamentada na corrente filosófica fenomenológica e discute o papel do ativismo/netativismo ambiental, compreendidos como ações amplas de comunicação, assim como o papel do jornalismo cidadão e da Educação Ambiental, em cenários de degradação socioambiental. Ao final, verifica-se que a mobilização social dos ativistas obteve êxito no enfrentamento local, mas com decorrências negativas para uma área próxima para a qual o problema foi transferido. Nesse percorrer, foi possível rememorar parte da história de Joinville e sua relação com o rio Cachoeira; verificar o processo de mobilização e ativismo ambiental realizados na região das nascentes do rio Cachoeira no bairro Costa e Silva, bem como as ações de comunicação tradicionais e digitais incorporadas ao processo; identificar como o jornalismo cidadão ambiental aliado à práticas de educação ambiental atuaram nas transformações ambientais na área das nascentes do rio Cachoeira e, ainda, observar a transferência dos problemas socioambientais para outra região adjacente. As evidências empíricas relacionadas aos objetivos desta pesquisa foram obtidas pelo contato direto com a comunidade do bairro Costa e Silva, local da nascente do rio Cachoeira, aqui visto como ator nãohumano, a partir do qual o movimento de mobilização se configura e produtos jornalísticos referentes ao problema verificado foram produzidos. São atores humanos envolvidos com relação à luta pela despoluição das nascentes do rio: moradores, estudantes, professores, pesquisadores, ativistas e lideranças comunitárias. A participação deste pesquisador no processo de ativismo local permitiu, pela observação participante e pesquisa-ação, descrever o histórico da mobilização, elencar, caracterizar e analisar as estratégias de ação e comunicação realizadas, para tipificar as formas de ativismo e características de mobilização. Aqui também foram identificadas e analisadas as ações que envolvem práticas de jornalismo cidadão e ambiental, de acordo com os conceitos teóricos sobre estas modalidades do jornalismo. As falas obtidas nas entrevistas semi-estruturadas, questionários e grupo focal com os atores foram submetidas a análise de conteúdo; a técnica da triangulação de procedimentos metodológicos permitiu verificar, ao final, como o ativismo/netativismo ambiental e o jornalismo contribuíram efetivamente para as transformações ambientais em questão. Palavras-Chave: Mobilização social 1. Net-ativismo 2. Poluição de nascentes 3. Rio Cachoeira (SC) 4. Jornalismo 5. Educação ambiental 6.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The pollution process of the headwaters of the Cachoeira river, located in the city of Joinville, state of Santa Catarina, started in the 1950s and was accentuated due to the urban and industrial development of the region. In 2009, the community sought in the independent media the support not obtained in the commercial media, and a group of residents of the Costa e Silva neighborhood mobilized and created their own communication channels, such as a blog and a web TV channel, which allies other strategies were instrumental in combating pollution. Qualitative research is based on the phenomenological philosophical current and discusses the role of environmental activism / net-activism, understood as broad communication actions, as well as the role of citizen journalism and Environmental Education, in scenarios of socioenvironmental degradation. In the end, it appears that the social mobilization of the activists was successful in the local confrontation, but with negative consequences for a nearby area to which the problem was transferred. In this journey, it was possible to recall part of Joinville's history and its relationship with the Cachoeira River; verify the process of mobilization and environmental activism carried out in the region of the headwaters of the Cachoeira river in the Costa e Silva neighborhood, as well as the traditional and digital communication actions incorporated into the process; identify how environmental citizen journalism combined with environmental education practices acted on environmental changes in the area of the headwaters of the Cachoeira River and, also, observe the transfer of socio-environmental problems to another adjacent region. The empirical evidence related to the objectives of this research was obtained by direct contact with the community of the Costa e Silva neighborhood, site of the springs of the Cachoeira river, seen here as a non-human actor, from which the mobilization movement is configured and journalistic products. referring to the verified problem were produced. They are human actors involved in the fight to clean up river springs: residents, students, teachers, researchers, activists and community leaders. The participation of this researcher in the process of local activism, allowed, through participant observation and action research, to describe the history of mobilization, list, characterize and analyze the action and communication strategies carried out, to typify the forms of activism and characteristics of mobilization. Here, actions involving citizen and environmental journalism practices were also identified and analyzed, according to the theoretical concepts about these types of journalism. The statements obtained in the semi-structured interviews, questionnaires and focus groups with the actors were submitted to content analysis; the triangulation technique of methodological procedures allowed to verify, in the end, how environmental activism / netativism and journalism effectively contributed to the environmental transformations in question. Keywords: Social mobilization1. Net-activism 2. Headwater pollution 3. Cachoeira River (SC) 4. Journalism 5. Environmental education 6.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (190 p.) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.subjectMobilização Socialpt_BR
dc.subjectEducação ambientalpt_BR
dc.subjectJornalismopt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.subjectÁgua - Poluiçãopt_BR
dc.titleComunicação e ativismo ambiental no enfrentamento à poluição nas nascentes do Rio Cachoeira em Joinville (SC)pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record