Show simple item record

dc.contributor.advisorHansen, Fábio, 1978-pt_BR
dc.contributor.authorGums, Elyson Richard, 1995-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Artes, Comunicação e Design. Programa de Pós-Graduação em Comunicaçãopt_BR
dc.date.accessioned2021-12-13T19:58:10Z
dc.date.available2021-12-13T19:58:10Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68519
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Fábio Hansenpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Artes, Comunicação e Design, Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Defesa : Curitiba, 25/03/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 155-161pt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta dissertação almeja compreender o sentido sobre masculinidades produzido por fãs de futebol que contestam a transformação do esporte em produto da indústria do entretenimento. Alguns grupos acreditam que esta comercialização vem acompanhada de elitização, midiatização e militarização exageradas do jogo. Isso constitui o chamado "futebol moderno", ao qual esses fãs se opõem. Para analisar o fenômeno, o futebol é considerado como um espaço de pedagogias de masculinidades - ou seja, a filiação a esse contexto cultural "ensina a ser homem"; e também prática que se modificou em razão de mudanças socioeconômicas ocorridas em especial a partir da década de 1980. Para observar como a masculinidade compõe a contraidentificação a esse futebol moderno, é analisada a página Cenas Lamentáveis (CL), representativa do questionamento ao modelo vigente. A pergunta de pesquisa é: como se dá a produção de sentido sobre masculinidades no ambiente futebolístico "anti-moderno" presente na fanpage Cenas Lamentáveis? A Análise de Discurso pecheutiana (ORLANDI, 2005) é adotada como operador teórico-metodológico por permitir compreender o sentido além do texto, e inferir sobre a historicidade do discurso sobre futebol e sobre masculinidade no contexto específico do esporte. São mobilizadas as noções teóricas de Autoria, Formação Discursiva (FD); Posição-Sujeito (PS); Interdiscurso; Resistência; Paráfrase e Polissemia. Completam o quadro teórico da dissertação o conceito de gênero, que compreende relações de poder assimétricas na sociedade, em que o masculino é hierarquicamente superior ao feminino. As masculinidades (CONNELL, 2005) são um dos modos de posicionamento nesta relação, e pode ser praticada de diferentes formas, com hierarquias próprias entre si. É apresentada também uma contextualização das transformações socioeconômicas do futebol, desde a profissionalização até a década de 2010 (SANTOS, 2017). Os resultados da pesquisa apontam para uma contraidentificação ao futebol moderno - questionam-se alguns valores, enquanto validam-se outros. Esta contraidentificação se dá por meio de uma linguagem própria de CL: há códigos linguísticos específicos da comunidade; uso do humor como forma de se posicionar contrária; e projeção de características desejáveis do futebol a atletas, como Ronaldinho Gaúcho ou Romário. "Masculinidade" é um saber determinante do que seria um "futebol de qualidade" para Cenas Lamentáveis; assim como a nostalgia em relação à década de 1990. Há produção de sentido sobre futebol "tradicional", irreverente e legitimado pelo grupo, e o "futebol moderno", em que jogadores são "mercenários" e as práticas "populares" são coibidas por uma lógica politicamente correta em excesso. Há cobrança para que o futebol seja mais "popular" e aceite comportamentos considerados politicamente incorretos, como a potencialidade de violência. Argumentos frequentes de movimentos sociais contrários ao futebol moderno, como aumento no preço dos ingressos, ou exagerada influência dos meios de comunicação, são incomuns nas discussões observadas na fanpage. Palavras-chave: Masculinidades 1. Futebol moderno 2. Fanpages 3. Análise de Discurso 4.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This dissertation aims to comprehend the meanings about masculinities produced by fans of football who contest the transformation of the sport in a commodity of an entertainment industry. Some groups of supporters believe the commercialization cause exaggerated elitization, militarization and mediatization. This is the so called "modern football", which fans oppose. To analyze this phenomenon, football is considered a pedagogy of masculinities - affiliation to this cultural context can "teach how to be a man"; and a practice that was modified due to socioeconomic changes that happened particularly after 1980s. To observe how masculinity is a component of the counteridentification to modern football, we analyze the fanpage "Cenas Lamentáveis", representative of this questioning of the current model. The research question is: how is the meaning production about masculinities in the "anti-modern" football environment present in "Cenas Lamentáveis"? Pecheutian Discourse Analysis (ORLANDI, 2005) is adopted as theoretical-methodological frame, for allowing comprehension of meaning beyond the sentenced, and to infer about historicity of discourse about football and masculinity in the specific context of sports. The theoretical notions mobilized are: Discursive Formation; Subject-Position; Interdiscourse; Resistance; Silence; Paraphrase and Polysemy. The theorical frame is completed with the concept of Gender, that consist on asymmetric power relations on society, in which masculine is hierarchically superior to feminine. Masculinities (CONNELL, 2005) are a way to assume positions in these relations, and can be practiced differently, which its own internal hierarchies. The socioeconomic transformations of football are also contextualized, from professionalization to 2010s (SANTOS, 2017). The research results point to a counteridentification to modern football - some values are questioned, while others are validated. This counter-identification occurs through a language of its own: there are communityspecific language codes; use of humor as a way of demarking opposition; and projecting desirable characteristics of soccer to athletes, such as Ronaldinho Gaúcho or Romário. "Masculinity" is a determining guideine of what would be "quality football" for Cenas Lamentáveis; so is the nostalgia for the 1990s. There is production of meaning about "traditional" football, irreverent and legitimized by the group, and "modern football" where players are "mercenaries" and popular practices are constrained by an excessively politically correct logic. There is a demand for football to be more "popular" and to accept behaviors considered politically incorrect, such as the potential for violence. Frequent arguments from social movements contrary to modern football, such as rising ticket prices or exaggerated media influence, are unusual in the discussions on the fanpage. Keywords: Masculinities 1. Modern Football 2. Fanpages 3.Discourse Analysis 4.pt_BR
dc.format.extent1 arquivo (173 p.) : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMasculinidadept_BR
dc.subjectFutebolpt_BR
dc.subjectAnálise do discursopt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.titleProdução de sentido de fãs de futebol sobre masculinidades na fanpage Cenas Lamentáveispt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record