Show simple item record

dc.contributor.authorOliveira, Rosiane da Silvapt_BR
dc.contributor.otherFerrarini, Norma da Luz, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2018-10-08T15:46:28Z
dc.date.available2018-10-08T15:46:28Z
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/57351
dc.descriptionOrientadora: Prof. Dra. Norma da Luz Ferrarinipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa : Curitiba, 12/07/2018pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p.113-118pt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho visa investigar quais os sentidos subjetivos da interdisciplinaridade no cuidado em saúde mental para profissionais que atuam nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Esta pesquisa está pautada nos preceitos da Epistemologia Qualitativa, na Teoria da Subjetividade e no método construtivo-interpretativo propostos por Fernando González Rey (1997, 2002, 2005). Foram realizados três encontros de grupos focais com seis profissionais de diferentes áreas de atuação (uma psicóloga, uma enfermeira, uma assistente social, uma psiquiatra, uma pedagoga e uma fisioterapeuta) que atuam em três CAPS (CAPS Infantojuvenil, CAPS AD e CAPS II). Também foram entrevistadas as quatro psicólogas que atuam nessas instituições e realizadas observações participantes nos locais pesquisados. Para análise e construção da informação buscou-se averiguar os sentidos subjetivos produzidos pelos profissionais frente à realidade do trabalho interdisciplinar na atenção em saúde mental, submetendo-se à reflexão os temas que permearam a produção de informações. Para tanto, foi realizada a construção e sistematização de indicadores, que possibilitaram a formação de núcleos de sentidos, os quais organizaram a produção de informações e permitiram a construção de um modelo interpretativo, propondo uma nova inteligibilidade do fenômeno estudado, orientando o conhecimento sobre os sentidos subjetivos da interdisciplinaridade na atenção em saúde mental. O processo de análise e construção de informações evidenciou que a atuação interdisciplinar nos CAPS produz sentidos subjetivos diversos, os quais revelam a complexidade, os desafios e limitações de se trabalhar de forma interdisciplinar, bem como a importância e a potencialidade do trabalho em equipe. Além disso, as condições precárias de trabalho, a forma de gestão dos serviços, as características pessoais dos profissionais, a dinâmica diferenciada de trabalho, o papel profissional e a formação acadêmica deficitária também despontaram como fatores geradores de sentidos subjetivos. Os resultados apontam que os profissionais não percebem que sua formação acadêmica os capacitou para a atuação interdisciplinar, tão pouco para atuar nas políticas públicas de saúde mental. A realidade encontrada reafirma que a política de saúde mental ainda encontra muitos percalços para se solidificar. A forma como os CAPS estudados estão organizados reflete a reprodução de uma ordem social, subjetivada coletivamente, que não tem encontrado momentos de tensão que possam levar a uma mudança. Mesmo que o estudo tenha exposto precariedades e fragilidades dos serviços e das relações de poder, ele traz dados importantes no que concerne às possibilidades de se criar alternativas capazes de abrir novos caminhos de subjetivação no curso das experiências vividas no contexto do trabalho interdisciplinar nos CAPS. Constata-se a possibilidade e importância dos profissionais gerarem novos sentidos subjetivos e novos espaços de subjetivação no contexto normativo-institucional dos CAPS para enfrentarem os dilemas e desafios apresentados e, assim, efetivarem uma prática interdisciplinar voltada para a saúde mental. Os resultados desse trabalho são indicadores de que as transformações que se desejam produzir na atenção psicossocial em saúde mental dependem de um engajamento conjunto de todas as categorias profissionais que atuam nesse campo, assim como as instituições formadoras acadêmicas e as instâncias de governo. Palavras-chave: Interdisciplinaridade. Centros de Atenção Psicossocial - CAPS. Saúde mental. Subjetividade. Sentidos Subjetivos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study aims to investigate what the subjective senses of interdisciplinarity in mental health care professionals who work in Psychosocial Care Centers (CAPS). This research is based on the precepts of Qualitative Epistemology, in the Subjectivity Theory and in the constructive-interpretative method proposed by Fernando González Rey (1997, 2002, 2005). Three focus group meetings were held with six professionals from different areas of activity (a psychologist, a nurse, a social worker, a psychiatrist, a pedagogue, and a physiotherapist) working in three CAPS (Child CAPS, CAPS AD and CAPS II). Also interviewed were the four psychologists who work in these institutions and participant observations were carried out at the sites surveyed. For the analysis and construction of the information the subjective senses produced by the professionals in the face of the reality of the interdisciplinary work in mental health care were investigated, submitting to reflection the themes that permeated the production of information. For that reason, the construction and systematization of indicators was carried out, that allowed the formation of sense nuclei, which organized the production of information, and allowed the construction of an interpretative model, proposing a new intelligibility of the studied phenomenon, guiding the knowledge of the subjective senses of interdisciplinarity in mental health care. The process of analysis and information construction evidenced that the interdisciplinary action in the CAPS produces diverse subjective senses, which reveal the complexity, challenges and limitations of working in an interdisciplinary way, as well as the importance and potential of teamwork. Furthermore, the precarious work conditions, the way the services are managed, the personal characteristics of the professionals, the differentiated dynamics of work, the professional role and the deficit academic formation also emerged as factors generating subjective senses. The results show that professionals do not realize that their academic training enabled them to perform interdisciplinary activities, nor to act on public mental health policies. The reality found reaffirms that mental health policy still finds many obstacles to solidify. The way the CAPS studied are organized reflects the reproduction of a social order, collectively subjectivated, that has not found moments of tension that can lead to a change. Even though the study has exposed precariousness and fragility of services and power relations, it brings important data regarding the possibilities of creating alternatives capable of opening new paths of subjectivation during the experiences lived in the context of the interdisciplinary work in the CAPS. It is verified the possibility and importance of the professionals to generate new subjective senses and new spaces of subjectivation in the normative-institutional context of the CAPS to face the dilemmas and challenges presented and, thereby, to implement an interdisciplinary practice focused on mental health. The results of this work are indicators that the transformations that are desired to produce in psychosocial attention in mental health depend on a joint engagement of all the professional categories that work in this area, as well as academic institutions and government bodies. Key words: Interdisciplinarity. Psychosocial Care Center - CAPS. Mental health. Subjectivity. Subjective senses.pt_BR
dc.format.extent129 p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAbordagem interdisciplinar do conhecimentopt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.subjectReabilitação psicossocialpt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.titleInterdisciplinaridade e atenção à saúde mental em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) : produção de sentidos e subjetividadespt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record