Show simple item record

dc.contributor.advisorLima, Myrian Regina del Vecchio de
dc.contributor.authorLoose, Eloisa Beling
dc.contributor.otherCarvalho, Anabela Simões
dc.contributor.otherCunha, Lucia Helena de Oliveira
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento
dc.date.accessioned2016-11-11T18:47:39Z
dc.date.available2016-11-11T18:47:39Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/43179
dc.descriptionOrientador : Profª. Drª. Myrian Regina Del Vecchio de Lima
dc.descriptionCo-orientador : Profª. Drª. Anabela Simões Carvalho
dc.descriptionCo-orientador : Profª. Drª. Lucia Helena Oliveira Cunha
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento. Defesa: Curitiba, 16/03/2016
dc.descriptionInclui referências : f. 424-441
dc.description.abstractResumo: Este trabalho centra-se nas relações existentes entre comunicação, percepção e governança a respeito das mudanças climáticas e seus riscos no âmbito do circuito da notícia - o processo circular e contínuo que inclui produção, texto e recepção do discurso jornalístico - de um jornal local. Para tanto, o recorte da pesquisa foca-se no jornal mais abrangente da cidade de Curitiba, a Gazeta do Povo, e naqueles atores que participaram de sua produção (fontes de informação e jornalistas) e recepção (leitores do citado diário). A partir de uma perspectiva interdisciplinar e construcionista, a investigação busca verificar como se desenrolam os meandros da comunicação de riscos, por meio do jornalismo, e como tais discursos são interpretados e/ou percebidos por aqueles leitores que, de algum modo, já estão familiarizados com a questão ambiental. A proposta articula saberes provenientes do campo da Comunicação, com destaque à área do Jornalismo; da Psicologia Social, por meio do estudo das percepções de risco; e do campo Ambiental, sobretudo sobre as temáticas das mudanças climáticas, seus riscos e formas de enfrentamento. Tais imbricamentos têm por objetivo compreender de que modo o jornalismo pode contribuir para uma melhor comunicação sobre as mudanças climáticas e seus riscos e, desta maneira, empoderar sua recepção para o enfrentamento destes riscos, seja pela adaptação ou mitigação. Parte-se do pressuposto de que as notícias legitimadas e divulgadas pela imprensa interferem na forma pela qual as pessoas percebem os riscos climáticos e, consequentemente, a maneira como envolvem os cidadãos, sendo assim o papel do jornalismo de muita relevância no contexto da comunicação de riscos e da governança climática. A partir disso, investiga-se cada fase do circuito da notícia a fim de compreender quais percepções estão atreladas à cobertura das mudanças climáticas e seus riscos, assim como aquelas relacionadas a ações de enfrentamento. Metodologicamente, realizam-se observação participante das rotinas produtivas dos jornalistas, análises de percepção de riscos dos vários atores sociais por meio de questionários e entrevistas em profundidade, e análises de enquadramentos das notícias, com o objetivo final de triangular os resultados inspirando-se na proposta da hermenêutica de profundidade. Dentre os achados da pesquisa, constata-se que a percepção de risco climático está distante do cotidiano dos leitores de Curitiba, revelando que a mediação jornalística amplificou os efeitos negativos globais e a discussão sobre acordos internacionais, voltada para a responsabilização dos países desenvolvidos; tais aspectos não contribuem para o envolvimento dos cidadãos no enfrentamento das mudanças do clima
dc.description.abstractAbstract: This research focuses on the relationship between perception, communication and governance of climate change and its risks as part of the news circuit - the circular and continuous process that includes production, text and reception of journalistic discourse - of a local newspaper. More specifically, the study focuses on the largest newspaper of the city of Curitiba, Gazeta do Povo, and on the social actors who participate in its production (information sources and journalists) and reception (readers of this daily newspaper). From an interdisciplinary and constructionist perspective, the research aims to analyze the intricacies of risk communication, through journalism, and how such discourses are interpreted and/or perceived by those readers who, somehow, are already familiarized with environmental issues. The thesis brings together contributions from the fields of Communication, with an emphasis on Journalism; Social Psychology, through the study of risk perceptions; and Environmental Studies, especially the issues of climate change, its risks and ways of coping. Thereby, the research aims to understand how journalism can contribute to improve communication on climate change and its risks and thus empower readers to face its risks, either through mitigation or adaptation. It is assumed that reports legitimized by the press interfere in the way people perceive climate risks and therefore in their engagement. Thus, the role of journalism is very relevant in the context of risk communication and climate governance. To this end, each stage in the circuit of news is investigated in order to understand how perceptions are linked to the coverage of climate change, its risks and coping actions. Methodologically, the research includes participant observation of news production routines, analysis of risk perceptions of various stakeholders through questionnaires and interviews, and framing analysis of news reports, with the ultimate goal of triangulating findings in light of the approach proposed by depth hermeneutics. The findings suggest that the perception of climate risk is removed from the daily lives of Curitiba readers, and that the journalistic mediation has amplified the global and negative effects, as well as a discussion centered on international agreements, aimed at emphasizing the responsibility of developed countries; these characteristics do not contribute to the engagement of citizens in facing climate change risks.
dc.format.extent454f. : il. algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectMudanças climaticas
dc.subjectAquecimento global
dc.subjectJornalismo
dc.titleRiscos climáticos no circuito da notícia local : percepção, comunicação e governança
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record