Show simple item record

dc.contributor.otherCarneiro, Sônia Maria Marchiorato, 1953-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.creatorPrado, Clodoaldo José Bueno dopt_BR
dc.date.accessioned2022-12-09T12:45:19Z
dc.date.available2022-12-09T12:45:19Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/36874
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Sônia Maria Marchiorato Carneiropt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 19/08/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A dissertação foca a linguagem cartográfica nos livros didáticos de Geografia da Coleção Projeto Araribá, destinados aos anos finais do ensino fundamental (ciclos III e IV). A pesquisa objetivou a avaliar a relação de textos discursivos e atividades com os mapas, sob o foco da consciência espacial cidadã. O referencial teórico teve como pressupostos fundamentais: a concepção de uma Educação Geográfica comprometida com a cidadania do educando, a qual implica a complexidade dos fenômenos espaciais locais e globais; e as representações cartográficas nos livros didáticos de Geografia enquanto instrumentais metodológicos da relação dialógica dos conteúdos didáticos com a espacialidade geográfica. A partir deste referencial, realizou-se a pesquisa, de cunho qualitativo, sob a modalidade documental, com base no método de análise de conteúdo, para explicitar a conexão dos textos discursivos e atividades com as representações cartográficas. O levantamento dos dados da Coleção abrangeu os quatro volumes dos anos finais do ensino fundamental (6º., 7º., 8º. e 9º.). Dado o montante de mapas na Coleção (358), procedeu-se a uma amostragem aleatória sistemática, cobrindo 10% de cada volume, resultando num total de 36 mapas. O material cartográfico da amostra foi sistematizado em quadros analíticos, identificando as ocorrências ou não dos critérios estabelecidos, com observações e recomendações. A análise dos dados evidenciou os seguintes resultados: quanto aos elementos de identificação e informação dos mapas, de maneira geral, a Coleção apresenta os elementos essenciais de uma representação cartográfica, possibilitando leitura e interpretação, corroborando o desenvolvimento da consciência espacial cidadã; contudo, ainda ocorrem incorreções e insuficiências, que precisam ser consideradas sob esse aspecto; quanto à articulação entre textos discursivos e mapas sob o foco de relações adequadas: - praticamente todos os mapas encontram-se na mesma página em que são chamados, favorecendo a leitura de informações geográficas; - a maioria dos textos discursivos estabelece integração com os mapas, realizando chamadas de localização e identificação de elementos e associação e/ou relação e síntese parciais e/ou pontuais ou genéricas; - em poucos mapas são realizadas chamadas mais explícitas e completas; e quanto à articulação de textos discursivos e mapas e de atividades com mapas em perspectiva cognitivo-atitudinal, sob o foco da consciência espacial cidadã, revela-se um trabalho cartográfico com deficiência reflexiva, necessitando de complementações em chamadas textuais e atividades, ainda nas mais elaboradas. Também se verificou incongruências entre a teoria (Guia do Docente) e a prática (livros para os alunos) quanto à concepção de Geografia na Coleção, trazendo no Guia uma visão mais atualizada e voltada à formação da cidadania e, nos livros, uma perspectiva tradicional. Os resultados revelam alguns avanços da Coleção em seu conteúdo cartográfico, mas ainda são necessários ajustes, visando à qualidade de articulação pedagógica dos textos discursivos com os mapas e, destes, com as atividades, apoiando o educando a refletir sobre o mundo, enquanto sujeito-cidadão atuante. Palavras-chave: Educação Geográfica; Consciência Espacial-Cidadã; Linguagem Cartográfica; Livros Didáticos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This M. Ed. dissertation focus on cartographic language in didactic Geography books from the Araribá Project collection, for the final years of Fundamental Brazilian School – levels III and IV. The research aimed at ascertaining the relation of discursive texts and activities with maps, under the focus of spatial citizenship consciousness. The theoretical referral had two main assumptions: - the concept of a Geographic Education compromised with the pupil's citizenship, thus implying the complexity of local and global spatial phenomena; - and the cartographic representations in Geography school books as a methodological instrument for a dialogic relation of didactic contents with geographical spatiality. Upon such presuppositions, there was conducted a qualitative research under a documental modality, departing from the content-analysis method, in view of explaining the connection of discursive texts and activities with cartographic representations. The collecting of data encompassed the four volumes for the final 6.th, 7.th, 8.th and 9.th years within the Brazilian Fundamental School. Given the total of 358 maps in the collection, it was extracted from them a random systematic sampling of 10% for each volume, resulting in 36 maps. That cartographic material was systematized into analytical formats, with identification of occurrences, or otherwise, regarding previously established criteria; as fitting, there were appended observations or recommendations. The analysis pointed out the following results: as to the maps' identifying and informative data, the sampled books accordingly presented, if in a general way, the essential elements of cartographic representations, rendering instructional conditions for developing pupils’ spatial citizenship consciousness by means of maps reading and interpreting – nevertheless, there occur inappropriate tenors and deficiencies to be looked upon; as to the articulation between discursive texts and maps, under the focus of adequate relations: - practically all maps lie on the same page in which they are referred to, favoring geographic information to be read appropriately; - the major part of discursive texts establish integration with maps, by means of calls for position and identification of elements, as for association and/or relation and synthesis, be it punctual or generic ones; in a few maps, there appear calls somehow explicit and complete; and as to articulation of discursive texts and maps, and of activities with maps, in a cognitive-attitudinal perspective, under the focus of spatial citizenship consciousness, it all turns out in a cartographic work reflexively deficient and in need of completions relative do textual calls and activities, even for the more elaborated. There were also verified incongruities between theory and practice as for the concept of Geography, so that the Teachers' Guide offers a more advanced understanding in favor of citizenship development; but the pupil's books sustain a traditional understanding. Those results reveal some desirable didactic-pedagogical trends of the cartographic contents within the collection sampled volumes. There remains, however, the necessity for improvements in view of an effectively pedagogical articulation of discursive texts with maps, and of those with activities, to support pupils in thinking about the world as active citizens. Key-words: Geographic Education; spatial citizenship consciousness; cartographic language; didactic books.pt_BR
dc.format.extent257f. : tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectGeografia - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectCartografiapt_BR
dc.subjectLivros didáticospt_BR
dc.subjectEspaço em geografiapt_BR
dc.titleO livro didático de geografia do 6. ao 9. ano do ensino fundamental : estudo da linguagem cartográfica sob o foco da formação da consciência espacial cidadãpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record