Show simple item record

dc.contributor.advisorKirchner, Flavio Felipe, 1951-pt_BR
dc.contributor.authorCassol, Robertopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.contributor.otherDisperati, Attilio Antoniopt_BR
dc.contributor.otherGiotto, Eniopt_BR
dc.date.accessioned2013-06-19T14:31:47Z
dc.date.available2013-06-19T14:31:47Z
dc.date.issued2013-06-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25155
dc.description.abstractA pesquisa teve como objetivo principal a avaliação qualitativa do potencial de interpretação de temas do uso da terra, nas sete bandas do sensor TM do LANDSAT 5 e, ainda, de uma composição infravermelha falsa cor. Para a realização desse trabalho, selecionou-se quatro áreas-teste de tamanho 5' x 5', localizadas no Rio Grande do Sul. Na metodologia de interpretação identificaram-se alvos que, em função de análises de aerofotogramas verticais e, com inspeção à campo, foram efetuadas a sua classificação. Posteriormente, foi procedida em cada banda a análise do alvo, visando estabelecer o comportamento do mesmo em cada faixa espectral. De maneira complementar, realizou-se um estudo quantitativo de correspondências entre os temas de uso da terra e as classes de tonalidades identificadas em cada banda. Este estudo foi efetuado por um processo de amostragem sistemática, sendo que a qualificação do uso da terra foi realizada sobre a imagem falsa cor. Por amostragem sistemática aplicada sobre os aerofotogramas de 1975 e a composição infravermelha falsa cor de 1986, foram quantificadas as áreas das terras nas áreas-teste, com o objetivo de avaliar o comportamento do uso da terra no seu conjunto. Na análise da evolução do uso da terra verificou-se, no período de 10 anos, uma redução significativa das áreas de campo, com o conseqüente acréscimo de áreas de cultivos agrícolas. As florestas permaneceram praticamente inalteradas, apresentando, inclusive, um pequeno acréscimo Com respeito à correspondência entre os níveis de cinza e uso da terra, foi possível estabelecer quantitativamente em percentagem, as tonalidades apresentadas por tema, nas sete bandas estudadas. Com relação à interpretação visual, observou-se que as bandas 2, 3, 4 e 7 tiveram um bom resultado na identificação das florestas; para os cultivos agrícolas, os melhores resultados foram obtidos com as bandas 2 e 3 e, para os campos, as melhores bandas foram 2, 3, 5 e 7. Para a rede viária, as melhores bandas foram 2 e 3 e, para a rede de drenagem, as melhores bandas foram 3, 5 e 7. Com a composição falsa cor, as bandas 2, 3 e 4 apresentaram os melhores resultados para os temas considerados.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSensoriamento remotopt_BR
dc.subjectLandsat (Satelites)pt_BR
dc.subjectImagens multiespectraispt_BR
dc.subjectSolo - Uso - Sensoriamento remotopt_BR
dc.subjectSatelites artificiais em sensoriamento remotopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleIdentificação e capacidade de discriminação do uso da terra, atraves da interpretação visual, entre as bandas espectrais do TM Landsat 5pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record