Show simple item record

dc.contributor.advisorMartins, Cesar de Castropt_BR
dc.contributor.authorSouza, Amanda Câmara dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Centro de Estudos do Mar, Curso de graduação em Oceanografia.pt_BR
dc.date.accessioned2018-08-21T21:12:32Z
dc.date.available2018-08-21T21:12:32Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/55643
dc.descriptionMonografia (Graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Centro de Estudos do Mar, Curso de graduação em Oceanografia.pt_BR
dc.description.abstractOs poluentes orgânicos persistentes (POPs) estão entre os principais contaminantes orgânicos que ocorrem nos ecossistemas marinhos, por causa de suas características lipofílicas, persistência, estabilidade química e potencial de bioacumulação e biomagnificação. São introduzidos nesses ambientes através da descarga de efluentes domésticos e industriais, rios, escoamento continental e precipitação atmosférica. A região de estudo foi o Complexo Estuarino de Paranaguá (CEP) (25º30'S, 48º25'O), Atlântico Sudoeste, Brasil. Escolhida devido a sua importância ecológica, com uma ampla diversidade de ambientes e, consequentemente, de espécies, sendo necessário um monitoramento e preservação da qualidade ambiental. Além disso, abriga o maior porto de grãos da América Latina, indústrias extrativistas e de transformação, terminais de combustíveis e atividades agrícolas, consideradas fontes de diversos tipos de contaminantes. O objetivo desse trabalho foi determinar a concentração de bifenilas policloradas (PCBs), pesticidas organoclorados (OCPs) e difenis éter polibromados (PBDEs) e avaliar um gradiente de concentração por POPs, a partir de 32 amostras de sedimentos superficiais, abrangendo quatro setores do CEP: (i) Baía de Paranaguá; (ii) Baía de Antonina; (iii) Baía de Laranjeiras, e; (iv) desembocaduras do CEP e áreas adjacente. As amostras passaram por um processamento inicial (secagem, maceração, extração e purificação) e, em seguida, foi realizada a determinação dos contaminantes através da cromatografia gasosa acoplada a espectrômetro de massa (CG-MS). As concentrações de PCBs e OCPs totais variaram entre < 0,05 e 4,78 ng g-1 e < 0,05 e 4,41 ng g-1 , respectivamente. Os valores de PDBEs ficaram abaixo do limite de detecção do método (<0,05 ng g-1 ). Analisando a distribuição horizontal de todos os POPs, houve um gradiente decrescente de concentração, a partir do eixo leste-oeste (setor i e ii), seguido do eixo norte-sul (setor iii), o setor iv, local mais afastado das atividades antrópicas. As maiores concentrações foram encontradas na baía de Paranaguá, e também nas desembocaduras dos rios das baías de Antonina e Laranjeiras, bem como locais de sedimentos mais finos. Sendo que os PCBs ficaram restritos aos pontos próximos aos centros urbanos e industriais do CEP, no eixo leste-oeste, já os OCPs apresentaram-se distribuidos por toda a região. Os resultados também indicaram que o CEP recebe uma baixa contribuição de POPs, com níveis correspondentes aos encontradros em regiões de baixa influência antrópica. Esses valores podem estar relacionados com a proibição dos POPs desde 1971. Os processos de remoção de contaminantes desse ambiente também devem influenciar nas baixas concentrações. Destaca-se a importância da geração de dados sobre esses contaminantes, que permanecem por longos períodos no ambiente, causando efeitos sobre a biota e podem retornar ao ambiente através da remobilização de sedimentos depositados em períodos de maior uso destes contaminantes. Palavras-Chave: Compostos organoclorados (OCs). Difenis éter polibromados (PBDEs). Complexo Estuarino de Paranaguá (CEP).pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Persistent organic pollutants POPs are the main organic contaminants that occur in marine environment due specific properties as lipossolubility, persistence, chemical stability and toxicity. The sources of input by these compounds are industrial and urban sewage discharge, irregular disposed solid waste areas, riverine input, atmospheric precipitation and continental runoff. The study area is the Paranaguá Estuarine System (PES) (25º30'S, 48º25'W), SW Atlantic, Brazil, chosen by its ecological importance, with a great diversity of environments and species, and to host the largest grain-shipping port in Latin America, extractive and manufacturing industries, fuel terminals and agricultural activities. In this study was provide information about the occurrence and distribution of polychlorinated biphenyls (PCBs), organochlorine pesticides (OCPs) and polybrominated diphenyl ether (PBDEs) and was evaluate a concentration gradient of these compounds in surface sediments of the PES. Thirty-two samples were collected along four sites: (i) Paranaguá Bay; (ii) Antonina Bay; (iii) Laranjeiras Bay, and; (iv) north and south entrance of the PES and adjacent areas. Samples were extracted in Soxhlet apparatus, purified by alumina adsorption chromatography column and quantified by gas chromatography with mass spectrometry (GC-MS). The concentrations of total PCBs and OCPs ranged from < 0.05 and 4.78 ng g-1 and < 0.05 and 4.41 ng g-1 , respectively. PBDE values were below the detection limits. A decrease gradient concentration between the east-west axis (sites i and ii), followed by sites iii and iv, with little anthropogenic activities, was verified by the concentrations of total POPs. Also, the values are mainly associated with the fine fractions (silt and clay) of the sediments and to the sector that are located near riverine inputs and Paranaguá Bay. Generally, PCBs were restricted at the sites near the urban and industrial centers of the PES, east-west axis, and OCPs were found throughout the area. The results indicate that the PES presented low levels of POPs and these concentrations were comparable to those detected in remote and pristine areas. It may reflect the prohibition of the uses and production of POPs since 1971 in Brazil. Besides, removal processes should influence in low concentrations. It is important to understand the distribution of these compounds worldwide; due to its high stability and persistence, they remain in the environment for a long time causing damage to the biota, besides compounds deposited in the sediment during periods of increased use, can return to the environment by remobilization. Keyword: Organochlorine compounds (OCs). Polybrominated diphenyl ether (PBDEs). Paranaguá Estuarine System (PES).pt_BR
dc.format.extent63f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEstuarios - Paranagua (PR)pt_BR
dc.subjectPoluentes orgânicos persistentespt_BR
dc.subjectMeio ambiente - Preservaçãopt_BR
dc.titlePoluentes orgânicos persistentes (POPs) em amostras de sedimentos superficiais do litoral parnaensept_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record