Show simple item record

dc.contributor.advisorFonseca, José Wladimir Freitas da, 1963-pt_BR
dc.contributor.authorPerin, Marcelo Sandrini, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.date.accessioned2017-11-20T20:32:13Z
dc.date.available2017-11-20T20:32:13Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/48931
dc.descriptionOrientadora : Prof. Dr. José Wladimir Freitas da Fonsecapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : Curitiba, 19/06/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 39-44pt_BR
dc.description.abstractResumo: A avaliação dos riscos ambientais por parte das instituições financeiras é uma atividade cada vez mais presente na rotina dos executivos de crédito. Os recentes desastres naturais e consequente aumento repentino do risco em financiamentos representam pontos de atenção para melhorias nos processos de avaliação e controle de risco. O objeto de investigação do presente trabalho é avaliar se há um padrão de avaliação de risco ambiental dentre os principais bancos no Brasil no processo de concessão e monitoramento de crédito, assim como identificar ferramentas de mitigação prévias e posteriores à concessão do crédito. A análise se dará por meio de revisão bibliográfica da teoria de contratos e riscos ambientais, avaliação de PRSA e entrevista com executivos de instituições financeiras. Concluise pela inexistência de um padrão de avaliação aprofundado do risco ambiental nos bancos atuantes no Brasil, por se tratar de um tema recente no país, sendo necessários maiores estudos. Apresenta-se também o Covenant ambiental como mecanismo de controle posterior à concessão do crédito. Palavras-chave: Risco Ambiental. Covenant. Teoria Econômica dos Contratos. Teoria dos Contratos Incompletos. Economia dos Custos de Transação.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The evaluation of environmental risks by financial institutions is an activity increasingly present in the routine of credit executives. Recent natural disasters and the consequent financial risk increase represents points of attention for improvements in risk assessment and control processes. The investigation object of the present study is to analyze if there is a standard of environmental risk assessment among the main banks in Brazil in the credit granting and monitoring process, as well as to identify mitigation tools prior and susbsequent to the granting of credit. Analysis will be done through a literature review of the economic theory of contracts and environmental risks, Socio-Environmental Responsability Policy evaluation and interview with financial executives. It is concluded that there is no detailed standard of assessment regarding environmental risk among the banks located in Brazil, due to the fact that it is still a recent theme in the country, being needed further studies. The Environmental Covenant is as well presented as a control mechanism after the granting of credit. Keywords: Environmental Risk. Covenant. Economic Theory of Contracts. Incomplete Contracts Theory. Transaction Cost Economics.pt_BR
dc.format.extent55 p. : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDesenvolvimento economicopt_BR
dc.subjectResponsabilidade social da empresapt_BR
dc.subjectCustos de transaçãopt_BR
dc.subjectInstituiçoes financeiras - Gestão ambientalpt_BR
dc.titleAnálise e controle do risco ambiental sob a perspectiva das instituições financeiras no Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record