Show simple item record

dc.contributor.authorCaleffo, Tatianept_BR
dc.contributor.otherViott, Aline de Marcopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2017-07-12T19:39:10Z
dc.date.available2017-07-12T19:39:10Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/47308
dc.descriptionOrientadora : Profa. Dra. Aline de Marco Viottpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Palotina, 20/02/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 64-73pt_BR
dc.description.abstractResumo: A diarreia é um sinal clínico comum a diversas doenças, sejam de origem bacteriana, viral, ou parasitária. O diagnóstico correto da causa se torna fundamental para o tratamento adequado de potros. A Lawsonia intracellularis é um patógeno muito estudado em suínos, porém nos equinos os primeiros relatos começaram a surgir na década de 1980, e ainda são poucos os casos relatados na literatura veterinária. O rotavírus vem sendo relatado na literatura como causador de diarreias em diversas espécies animais. Em potros, seu relato é atualmente escasso. Foi pesquisada a frequência de L. intracellularis e de rotavírus em equinos com idades entre um mês e cinco anos criados no oeste do estado do Paraná. Os equinos eram provenientes de 15 propriedades oriundos de cinco cidades da região oeste do Paraná. Dos animais utilizados no experimento, 80 (53,69%) eram fêmeas e 69 (46,31%) eram machos. Foram coletadas amostras de sangue e de fezes de 149 animais No exame sorológico de imunoperoxidase em monocamada de células (IPMC), 4,69% dos animais se apresentaram positivos, provenientes de seis propriedades distintas, dentre as 15 pesquisadas. Esses animais apresentavam idades entre seis meses e cinco anos, e títulos sorológicos de 1:60, 1:240 e 1:480. Para a pesquisa de rotavírus foi utilizada a eletroforese em gel de agarose. Não houveram animais positivos para a eliminação de partículas virais nas fezes. Palavras-chave: Enteropatia proliferativa equina; estudo de frequência; diarreia; cavalos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Diarrhea is a common clinical sign of several diseases, of bacterial, viral, or parasitic origin. Correct diagnosis of the cause is essential for proper treatment of foals. Lawsonia intracellularis is a very well know pathogen in swine, however, in foals the first reports dates on 1980, and since then rare cases were report in the veterinary literature. Rotavirus has been describe in the literature as causing diarrhea in several animals. In foals, rotavirus occurrence is currently scarce. The frequency of L. intracellularis and rotavirus was investigated in horses aged between one month and five years old raised in the western state of Paraná. The horses came from 15 farms from the five cities of western Paraná. Of animals used in this research, 80 (53.69%) were females and 69 (46.31%) were males. In serological test using immunoperoxidase performed on cell monolayers (IPMC), 4.69% of animals were positive totalizing six of fifteen farms analyzed. These animals had between six months and five years, and the serological titers varied of 1:60, 1: 240 and 1: 480. For an investigation of rotavirus agarose gel electrophoresis was perform. No one animal was positive for rotavirus in faeces. Key words: Equine proliferative enteropathy; Frequency study; diarrhea; Horses.pt_BR
dc.format.extent74 f. : il., algumas color.,tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectMedicina veterináriapt_BR
dc.titleFrequência de Lawsonia intracellularis e rotavírus em equinos criados no oeste do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record