Show simple item record

dc.contributor.advisorRibeiro, Ciro Alberto de Oliveira, 1960-
dc.contributor.authorYamamoto, Flávia Yoshie
dc.contributor.otherSchlenk, Daniel
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular
dc.date.accessioned2017-02-14T17:19:32Z
dc.date.available2017-02-14T17:19:32Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/45378
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Ciro Alberto de Oliveira Ribeiro
dc.descriptionCoorientador : Prof. Dr. Daniel Schlenk
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Defesa: Curitiba, 13/04/2016
dc.descriptionInclui referências : f. 75-82;108-112;139-147;160.176
dc.description.abstractResumo: Milhares de compostos introduzidos nos ambientes aquáticos podem causar efeitos adversos tanto para a saúde humana como para a biota. Entre eles, os compostos capazes de interferir no funcionamento normal do sistema endócrino despertam grande interesse e preocupação científica. Com o objetivo de avaliar a qualidade da água dos reservatórios do Rio Iguaçu e detectar desreguladores endócrinos, foram realizadas análises químicas e utilizados diferentes biomarcadores em três espécies de peixes nativas (Astyanax bifasciatus, Geophagus brasiliensis e Crenicichla iguassuensis) coletados em cinco reservatórios do Rio Iguaçu. Para avaliação dos efeitos endócrinos nos peixes foi desenvolvido um anti-soro policlonal anti-vitelogenina para G. brasiliensis como uma ferramenta a ser utilizada no biomonitoramento de ambientes aquáticos. Além disso, exemplares de tilápias (Oreochromis niloticus) foram mantidos em tanques redes montados em quatro reservatórios para avaliação de respostas precoces relacionadas à presença de desreguladores endócrinos. Em três reservatórios foram detectadas concentrações de Cr na água, acima do limite permitido pelo CONAMA. Outros metais com potencial tóxico, como Cd, Cu, Mn, Pb, foram detectados em todos os reservatórios. A integração dos dados, associando a presença dos metais e a relevância das respostas biológicas (biomarcadores moleculares, bioquímicos, genotóxicos, morfológicos), demonstrou um maior impacto dos reservatórios Foz do Areia (FA), Segredo (SE) e Salto Caxias (SC). Através do ensaio de ELISA padronizado foi possível detectar níveis de vitelogenina nos machos acima dos níveis basais, enquanto a técnica de Western Blot demonstrou a expressão da vitelogenina em fêmeas e em poucos indivíduos machos. Ambas as técnicas confirmaram a especificidade e sensibilidade do anti-soro produzido. Observou-se uma menor concentração de vitelogenina nas fêmeas de G. brasiliensis do reservatório FA associada a um menor grau de maturação das gônadas, indicando a presença de desreguladores endócrinos neste reservatório. Já nas tilápias verificou-se maior atividade das enzimas citocromo P450 (CYP1A e CYP3A) em indivíduos machos do reservatório Salto Santiago (SS), onde foram encontrados maiores níveis de PCBs na água. A atividade deste sistema enzimático foi correlacionada com seu papel no metabolismo de xenobiótiocos e moléculas endógenas. A presença de pesticidas organoclorados predominou nos reservatórios SS, SO e SC, áreas com intensa atividade agrícola na região. De forma geral, foi possível concluir neste estudo que o Rio Iguaçu apresenta-se impactado por diferentes fontes de atividades antrópicas ao longo do percurso do rio: i) Desde a região metropolitana de Curitiba, principal fonte de poluentes para o rio, especialmente para o reservatório FA; ii) Pela atividade agrícola e pecuária, principalmente nos reservatórios SS, SO e SC. Portanto, não se verificou um gradiente de poluição nítido ao longo do percurso do rio, já que, além da poluição oriunda da região metropolitana de Curitiba e demais cidades, observam-se outras fontes de poluição difusas. Considerada a grande importância do Rio Iguaçu, é necessário que uma maior atenção seja dada a esta bacia por parte da comunidade e autoridades públicas, com o intuito de mitigar os impactos causados pelas diversas atividades humanas. Palavras chave: Biomarcadores; peixes nativos; vitelogenina; metais; pesticidas; atividades antrópicas
dc.description.abstractAbstract: Several compounds introduced into aquatic environments may cause adverse effects over human health and biota. Among them, compounds able to interfere in normal function of endocrine system arise great scientific concern. With the aim to evaluate the water quality of the reservoirs of Iguaçu River and detect endocrine disruptors were performed chemical analysis and used different biomarkers in three native fish species (Astyanax bifasciatus, Geophagus brasiliensis and Crenicichla iguassuensis) captured in five reservoirs of Iguaçu River. For evaluation of endocrine effects in fish was developed a polyclonal antiserum anti-vitellogenin of G. brasiliensis as a tool for biomonitoring studies in aquatic environments. Finally, tilapias (Oreochromis niloticus) were maintained in cages mounted in four reservoirs for evaluation of earlier responses related to the presence of endocrine disruptors. In three reservoirs were detected Cr in water above the concentrations permitted by CONAMA legislation. Others metals with toxic potential, as Cd, Cu, Mn, Pb, were detected in all reservoirs. The integration of data associating the presence of metals and the relevance of biological responses (molecular, biochemical, genotoxic, morphological biomarkers), demonstrated a higher impact of the reservoirs Foz do Areia (FA), Segredo (SE) e Salto Caxias (SC). Through the standardized ELISA assay detectable levels of vitellogenin in male fish were higher than basal levels. Western blot demonstrated the expression of vtg in females and few male individuals expressing the protein. Both assays validated the specificity and sensitivity of the produced antiserum. Lower concentration of vitellogenin in female G. brasiliensis from FA associated to a lower gonad maturation degree, indicated the presence of endocrine disruptors in this reservoir. On the other hand, in tilapias was verified higher activity of CYPs (CYP1A and CYP3A) in male individuals from Salto Santiago (SS), where were found the highest levels of PCBs in the water. Higher activity of this enzyme showed its key role responsible for the metabolism of xenobiotics and endogenous molecules. The presence of organochlorine pesticides predominated in the reservoirs of SS, SO and SC, where there is intense agricultural activity. Overall it was possible to conclude in this study that Iguaçu River is impacted by different sources of human activities along the river course: i) The metropolitan region of Curitiba represents the main source of pollutants for the river, specially for FA reservoir, ii) Agriculture and livestock activities are impacting mainly the SS, SO and SC reservoirs. Therefore, no gradient of pollution was seen along the river course, since, besides the pollution from RMC, there are other diffuse sources of pollution. Considering the importance of Iguaçu River, it is necessary higher attention for this river from community and public authorities, with the aim of mitigating the impacts caused by different human activities. Key words: Iguaçu River; Water quality; endocrine disruptors; native fish; vitellogenin; metals; pesticides
dc.format.extent161f. : il. algumas color., grafs., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectÁgua - Qualidade
dc.subjectDesreguladores endócrinos na água
dc.subjectMarcadores biologicos
dc.subjectVitelogeninas
dc.subjectPesticidas
dc.titleAvaliação da qualidade da água e detecção de desreguladores endócrinos em cinco reservatórios do Rio Iguaçu
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record