Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, João Carlos Garzel Leodoro da, 1961-
dc.contributor.authorValerius, Jaqueline
dc.contributor.otherFrega, José Roberto, 1959-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal
dc.date.accessioned2016-10-11T20:37:06Z
dc.date.available2016-10-11T20:37:06Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/44111
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. João Carlos Garzel Leodoro da Silva
dc.descriptionCoorientador : Prof. Dr. José Roberto Frega
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. Defesa: Curitiba, 22/02/2016
dc.descriptionInclui referências : f. 125-134
dc.descriptionÁrea de concentração : Economia e política florestal
dc.description.abstractResumo: O presente estudo teve como objetivo principal analisar a dinâmica e a competitividade das exportações brasileiras de molduras de madeira de coníferas para os Estados Unidos no período de 1998 a 2013. Para realização do mesmo, foram utilizados dados de comercialização entre os países, disponibilizados nas bases do UnComtrade e FAS/USDA. As principais metodologias utilizadas para atender aos objetivos propostos foram: variação percentual, taxa de crescimento composta, razão de concentração, índice IHH, Market share, análise da sazonalidade e ajuste de modelos econométricos. Ao analisar o comportamento do mercado mundial de molduras de madeira de coníferas identificou-se que, tanto as exportações como as importações, apresentaram tendência de crescimento, e ambas apresentam correlação com as importações americanas e o crescimento do mercado imobiliário daquele país. O Chile e o Brasil foram identificados como os maiores exportadores mundiais desse produto e os Estados Unidos o maior importador. Além disso, comprovou-se que existe uma segmentação geográfica do mercado mundial de molduras de madeira de coníferas, indicando que as trocas comerciais se dão, principalmente, entre países que possuem uma menor distância geográfica e, por consequência, uma maior proximidade cultural. As exportações brasileiras possuem a característica de serem altamente concentradas para os Estados Unidos, evidenciando que a estratégia mercadológica das empresas brasileiras é a de enfoque em um mercado específico. Ao analisar o mercado americano tem-se o Brasil como maior fornecedor de molduras de madeira de coníferas para esse mercado, sendo o Chile como principal concorrente no segmento de preço. O desempenho do market share do Brasil no mercado americano permite concluir que as empresas brasileiras produtoras e exportadoras de molduras de madeira de coníferas são competitivas nesse mercado. O ajuste do modelo econométrico mostrou que as variáveis preço do produto brasileiro, preço do produto chileno, taxa de câmbio e renda americana, foram significativas para explicar a competitividade do produto brasileiro no mercado americano. Já para o modelo ajustado para explicar a competitividade do Chile, o preço e a taxa de câmbio foram as variáveis que demonstraram influência significativa. Palavras-chave: exportação, produtos de maior valor agregado, market share.
dc.description.abstractAbstract: This study aimed to analyze the dynamics and competitiveness of Brazilian exports of coniferous wood moldings to the United States from 1998 to 2013. In order to achieve that, marketing data between countries were used, available on the basis the UnComtrade and FAS/USDA. The main methodologies used to attend the proposed objectives were: percent change, compound growth rate, concentration ratio, HHI index, Market share, analysis of seasonality and adjustment of econometric models. As a result of the analyzes of the world market behavior of coniferous wood moldings, it was identified that both exports and imports showed growth tendency, and that both were correlated with US imports and the growth of the real estate market in that country. Chile and Brazil have been identified as the world's largest exporters of this product and the United States as the largest importer. Besides, it was shown that there is a geographical segmentation of the world market of coniferous moldings, in which trade takes place mainly among countries with a lower geographical distance and, therefore, with greater cultural proximity. Brazilian exports have the characteristic of being highly concentrated to the United States, showing that the market strategy of Brazilian companies is to focus on a specific market. By analyzing the U.S. market, Brazil appears as the largest supplier of conifers for this wood molding market, with Chile as the main competitor in the price segment. The performance of the market share of Brazil in the US market shows that the Brazilian companies producing and exporting coniferous wood moldings are competitive in this market. The adjustment of the econometric model has showed that the price variables of the Brazilian product, the price of the Chilean product, exchange rate and American income were significant in explaining the competitiveness of Brazilian products in the American market. Conversely, for the adjusted model to explain the competitiveness of Chile, the price and the exchange rate were the variables that showed significant influence. Keywords: export, greater value-added products, market share.
dc.format.extent158 f. : il.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectConcorrência - Brasil
dc.subjectConifera
dc.subjectMadeira - Exportação
dc.subjectBrasil - Comércio - Estados Unidos
dc.subjectChile - Comércio - Estados Unidos
dc.titleDinâmica do mercado mundial de molduras de madeira de coníferas e a competitividade brasileira nas importações dos Estados Unidos
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record