Show simple item record

dc.contributor.authorRos, Carla da
dc.contributor.otherMaris Peres, Aida
dc.contributor.otherPoli Neto, Paulo
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
dc.date.accessioned2016-09-29T19:44:48Z
dc.date.available2016-09-29T19:44:48Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/44040
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Aida Maris Peres
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Paulo Poli Neto
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 25/02/2016
dc.descriptionInclui referências : f. 91-99
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática profissional de enfermagem
dc.description.abstractResumo: Da Ros, C. Atenção Primária à Saúde como ordenadora de um modelo de integração assistencial na Rede de Urgência e Emergência. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem). Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Mestrado Profissional, Universidade Federal do Paraná.Orientadora: Profa. Dra. Aida Maris PeresCoorientador: Prof. Dr. Paulo Poli NetoEsta pesquisa teve como objetivo geral: Elaborar uma proposta de modelo assistencial de intervenção com vistas à melhoria da integração entre a Unidade de Saúde e a Unidade de Pronto Atendimento, tendo a Atenção Primária à Saúde como ordenadora da Rede de Urgência e Emergência.Como objetivos específicos buscou-se: analisar os fluxos entre a US e a UPA; e, identificar como os profissionais das US, da UPA e os gestores definem as funções de cada equipamento que compõe a rede de atenção à urgência/emergência do município. Trata-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo descritivo e exploratório. A pesquisa compôs-se das seguintes etapas: etapa de aproximação com o campo de pesquisa; coleta de dados principal; elaboração do modelo assistencial de integração entre asUS e a UPA. A coleta de dados da etapa de aproximação com o campo de pesquisa foi realizada com 17 usuários que aguardavam atendimento em uma UPA, durante duas rodas de conversa no mês de outubro de 2014; e, com 16 enfermeiros, 12 médicos e 21 gestores da Secretaria Municipal de Saúde do município de Curitiba -PR na etapa de coleta de dados principal por meio de entrevistas com roteiro semiestruturado, posteriormente gravadas e transcritas. O processamento e análise dos dados da etapa prévia foram feitos a partir dos registros das rodas de conversas transcritos pelas observadoras e sistematizados pela pesquisadora, que conduziu a análise a partir dos temas identificados, classificando-os em duas categorias: dificuldade de acesso à US e compreensões sobre as atribuições da US e UPA. Para processamento dos dados das entrevistas foi utilizado o software IRAMUTEQ, que faz cálculos estatísticos sobre dados qualitativos. Em função da frequência dos vocábulos e do valor do qui-quadrado igual ou superior a 3.84, os dados foram classificados em quatro classes: comunicação formal e informal na organização do sistema de saúde, acesso da população aos serviços de saúde, a integração entre a US e UPA e funções da US e da UPA na rede de atenção à saúde. A elaboração do Modelo Assistencial de Integração entre a US e a UPA apresenta duas propostas: a primeira proposta está relacionada à mudança no processo de trabalho da US e UPA, e a segunda proposta envolve maior mudanças estruturais, ambos assumem a APS como ordenadora do cuidado. Conclui-se que a integração entre US ea UPA encontra-se frágil, fragmentada e desarticulada; o processo de trabalho da APS organiza-se de forma rígida, seletiva e com barreiras de acesso aos usuários, que procuram pela UPA quando necessitam de atendimento. Os resultados permitem visualizar que a dificuldade de comunicação e integração entre a APS e UPA está relacionada a uma sobreposição de funções e que é necessário reorganizar o modelo da rede de atenção à saúde, considerando os atributos da APS e as necessidades dos usuários.
dc.description.abstractAbstract: Da Ros, C. Primary Health Care as coordinator of a caring integration model for the Emergency Care Network. Dissertation (Professional Nursing Master's Degree). Professional Post-graduation Nursing Program, Universidade Federal do Paraná.Advisor: Profa. Dra. Aida Maris PeresCo-advisor: Prof. Dr. Paulo Poli NetoThis research study had as general objective: to elaborate a proposal of a caring intervention model in order to improve the integration between the Health Care Unit and the Emergency Care Unit (ECU) with the Primary Health Care as coordinator for the Emergency Care Network. As specific objectives, it aimed: to analyze flows between the Health Care Unit and the ECU; and to apprehend how Health Care Unit as well as ECU professionals and managers define the functions of each unit that comprises emergency health care network in the municipality. It is a descriptive-exploratory, qualitative research study. The study encompasses the following steps: approaching step with the research field; main data collection; elaboration of a health care integration model between the health care units and the ECU. Data collection in the approaching step with the research field was held with 17 users waiting for care delivery at an ECU, during two rounds of conversation in October, 2014; and with 16 nurses, 12 doctors and 21 managers of the Municipal Secretary of Health from the municipality of Curitiba -Paraná State, Brazil, during the main data collection by means of semi-structured interviews, recorded and further transcribed. Data process and analysis of the first step were carried out from records of the conversation rounds transcribed by the observers and systematized by the researcher, who carried out the analysis from the identified themes, classifying them in two categories: access difficulty to a Health Care Unit and understandings on the attributions of Health Care Units and ECUs. IRAMUTEQ software, which performs statistical calculations of qualitative data, was used for processing the data from the interviews. Due to the word frequency and chi-square ? 3.84, data were classified in four classes: formal and informal communication in the health system organization, population access to health care services, integration between Health Care Unit and ECU, and Health Care Unit and ECU functions in the health care network. The elaboration of the Health Care Integration Model between the Health Care Unit and the ECU features two proposals: the first proposal is related to the change in Health Care Unit and ECU work process, and the second proposal entails major structural changes, both assuming Primary Health Care as the care manager. It can be concluded that the integration between the Health Care Unit and the ECU is fragile, fragmented and disarticulated; Primary Health Care work process is organized in a rigid, selective way, with access hurdles to the users who reach for the ECU for care delivery. Results enable to apprehend that the difficulty of communication and integration between the Primary Health Care and ECU is related to a function overlap, being necessaryto reorganize the heath care network model by considering Primary Health Care attributes as well as users' needs. Key words:Systems integration. Health care provider network. Primary Health Care.
dc.format.extent109f. : il., algumas color., maps., grafs., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectAtenção primária à saúde
dc.subjectAcesso aos serviços de saúde
dc.subjectEnfermagem
dc.titleAtenção primária à saúde como ordenadora de um modelo de integração assistencial na rede de urgência e emergência
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record