Show simple item record

dc.contributor.advisorCervi, Emerson Urizzipt_BR
dc.contributor.authorMoreira, Adriana Monserrat Cedilho Moralespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Artes, Comunicação e Design. Programa de Pós-Graduação em Comunicaçãopt_BR
dc.date.accessioned2018-03-20T14:59:51Z
dc.date.available2018-03-20T14:59:51Z
dc.date.issued2016pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/42938
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr.Emerson Urizzi Cervipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Artes, Comunicação e Design, Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Defesa: Curitiba, 22/03/2016pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 96-100pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Comunicação e sociedadept_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho visa realizar uma análise comparativa dos editoriais pertencentes aos jornais "El Mercurio" e "O Estado de São Paulo" durante o período das campanhas eleitorais no Chile em 2013 e no Brasil em 2014. Isso, com o interesse de comparar os elementos textuais, semelhantes e diferentes, que apareceram nos textos opinativos editoriais em torno das candidatas a presidente Michelle Bachelet (Chile) e Dilma Rousseff (Brasil). A hipótese central partiu da premissa de que nos dois jornais analisados (El Mercurio e O Estado de S. Paulo) há uma tendência a apresentar negativamente às candidatas Dilma Rousseff e Michele Bachelet, a partir do uso de expressões que provêem da visão do mundo de uma elite política. Esta pesquisa analisa 93 editoriais do Estado de S. Paulo e 33 de El Mercurio, que totalizam 126, durante os períodos de campanha eleitoral no Chile (17 de outubro a 16 de dezembro de 2013) e no Brasil (26 de agosto a 24 de outubro de 2014). Assim, utilizaram-se técnicas quali-quantitativas neste estudo. Na parte quantitativa se caracterizaram os conteúdos dos editoriais de acordo com Variáveis (Núcleo CPOP, UFPR, 2012). As técnicas qualitativas de análise hermenêutica tiveram como base os estudos de Van Dijk (1996) sobre opiniões e ideologia na imprensa.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This work aims to realize a comparative analisis of the El Mercurio and o Estado de S. Paulo journals' editorials, during the campaign period of Chile in 2013 and Brazil in 2014. That with the interest of comparing the textual elements, similar and different, that appeared on the opinion editorial texts among the presidential candidates, Michelle Bachelet (Chile) and Dilma Rousseff (Brazil). The central hypothesis started from the premise that the two newspapers analyzed (El Mercurio and O Estado de S. Paulo ) there is a tendency to present negatively to candidates Dilma Rousseff and Michele Bachelet , from the use of expressions that come from the political elite's world view. This research analyzes 93 editorial in Estado de S. Paulo and 33 of El Mercurio, totaling 126, during election campaign periods in Chile (October 17 to December 16, 2013) and Brazil (August 26 to 24 October 2014). Quali and quantitative techniques were used in this study. In the quantitative part were characterized the editorial contents according to variables (CPOP Center, UFPR, 2012). The qualitative techniques of hermeneutics analysis were based on the studies of Van Dijk (1996) on opinions and ideology in the press.pt_BR
dc.format.extent117 f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectComunicaçãopt_BR
dc.subjectCampanha eleitoral - Brasil - 2014pt_BR
dc.subjectCampanha eleitoral - Chile - 2013pt_BR
dc.subjectJornalismo - Linguagem editorialpt_BR
dc.titleOs editoriais de El Mercurio e o estado de S. Paulo sobre Bachelet e Rousseff na eleição a presidente do Chile em 2013 e do Brasil em 2014 : um comparativo a partir da análise crítica do discursopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record