Show simple item record

dc.contributor.advisorHolanda, Adriano Furtado, 1964-pt_BR
dc.contributor.authorCorrêa, Cairu Vieirapt_BR
dc.contributor.otherCremasco, Maria Virginia Filomena, 1969-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2020-02-12T14:43:03Z
dc.date.available2020-02-12T14:43:03Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/42925
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Adriano Furtado Holandapt_BR
dc.descriptionCo-orientadora: Profª. Drª. Maria Virgínia Filomena Cremascopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 2014pt_BR
dc.descriptionInclui referências : f. 19-21;35-39;44-64pt_BR
dc.descriptionLinha de pesquisa: Psicologia clínicapt_BR
dc.description.abstractResumo: O coping religioso/espiritual (CRE) - conceito desenvolvido por Kenneth Pargament, e definido como a utilização da religião, espiritualidade ou fé para o manejo do estresse, tem sido crescentemente objeto de pesquisas na última década, representando um importante aspecto na área da saúde com possíveis implicações no tratamento de doenças. O objetivo deste estudo foi investigar a literatura brasileira sobre o CRE e sua relação com processos de saúde e doenças; e avaliar a utilização do CRE em profissionais dos serviços de saúde mental do litoral do Paraná. Em nosso levantamento teórico pesquisou-se nas bases de dados virtuais e abertas Scielo, Pepsic e BVS/Bireme artigos publicados entre os anos 2000 e 2013 através dos descritores "coping religioso", "coping espiritual", "coping religioso espiritual", "enfrentamento religioso", "enfrentamento espiritual", "espiritualidade e religião", "espiritualidade e saúde" e "religiosidade e saúde". Foram selecionados 232 artigos que abordavam o conceito CRE; a utilização da religiosidade/espiritualidade (R/E) como recurso pessoal no enfrentamento do sofrimento ou no tratamento de doenças e o impacto da R/E na prática dos profissionais da saúde. Com relação à pesquisa de campo a coleta de dados foi realizada por meio da Escala CRE - Breve, com 27 participantes, nas cidades de Antonina, Guaratuba, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná. Verificou-se teoricamente que a temática específica do CRE é pouco explorada no Brasil, com uma expansão significativa ao longo dos anos, sendo predominantes os estudos em Enfermagem, Psicologia e Medicina, em sua maior parte voltados para a temática da saúde mental. A literatura aponta que a utilização do CRE, e a vivência religiosa/espiritual podem ser compreendidas como um recurso pessoal capaz de favorecer o enfrentamento do indivíduo frente à sua doença, com benefícios para a sua qualidade de vida. Os resultados empíricos demonstraram uma alta utilização do CRE, destacando-se as estratégias de enfrentamento positivas, principalmente voltadas para situações de estresse no contexto familiar e no trabalho.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The spiritual/religious coping - theoretical concept developed by Kenneth Pargament, and defined by the use of religion, spirituality or faith for the stress management, has been object of research in the last decade in a crescent way, representing an important aspect when considering healthcare, with hidden implications for diseases treatment. The purpose of this study was to investigate the Brazilian literature of the spiritual/religious coping strategies and its relation to health and diseases development; and to evaluate the use of spiritual/religious coping strategies by the mental healthcare professionals in coastal cities of Paraná. Our theoretical research used the open virtual databases Scielo, Pepsic and BVS/Bireme and articles published between 2000 and 2013. The search keywords were "coping religioso", "coping espiritual", "coping religioso espiritual", "enfrentamento religioso", "enfrentamento espiritual", "espiritualidade e religião", "espiritualidade e saúde" and "religiosidade e saúde". Two hundred thirty two articles were selected addressing the concept of spiritual/religious coping strategies; the use of religiousness/spirituality as personal resource to endure suffering or treatment of diseases and the impact of the religiousness and spirituality in the practice of healthcare professionals. With regard to field research, the data collection was classified by the Brief Spiritual Religious Coping Scale, with 27 participants in the cities of Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá and Pontal do Paraná. Theoretically, we verified that the matter of the spiritual/religious coping strategies specifically is poorly studied in Brazil, expanding significantly over the years, being prevailing in Nursing, Psychology and Medicine fields. Most of them, devoted to the mental health matter. Literature suggests that the use of the spiritual/religious coping strategies and the religious/spiritual experience might be understood as a personal resource capable of favoring the individual's confrontation when facing one's illness, with benefits to quality of life. The empirical results showed a high use of the spiritual/religious coping strategies, highlighting the positive coping strategies, mainly focused on situations of stress in the family and at working contexts.pt_BR
dc.format.extent76 f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.subjectReligião - Periódicospt_BR
dc.subjectSaúde mentalpt_BR
dc.titleCoping religioso/espiritual (CRE) : revisão da produção em periódicos brasileiros e sua utilização em profissionais da atenção à saúde mental do litoral do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record