Show simple item record

dc.contributor.authorSouza, Marli Aparecida Rocha de
dc.contributor.otherWall, Marilene Loewen, 1969-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
dc.date.accessioned2016-03-03T16:58:39Z
dc.date.available2016-03-03T16:58:39Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/41367
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Marilene Loewen Wall
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 08/10/2015
dc.descriptionInclui referências : f. 96-107
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática profissional de enfermagem
dc.description.abstractResumo: Introdução: O parto em nossa história era considerado como um evento parte da vida da família. Com o passar dos anos, este foi sendo institucionalizado e realizado em um ambiente direcionado pelos profissionais. Com a implantação de Portarias e Leis, hoje temos um avanço, frente ao retorno da participação familiar, porém com enfoque voltado à parturiente, e nem sempre em um ambiente que promova conforto, tanto à parturiente como ao acompanhante. Objetivo:Descrever a vivência do acompanhante da parturiente no processo de trabalho de parto e parto. Método: Trata-se de uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa, realizada em um Hospital Público Federal, na Unidade da Mulher e do Recém-nascido (UMRN) da região Sul no período de 01.01.2015 á 30.01.2015. A população estudada compreendeu 21 acompanhantes, que estiveram junto à parturiente durante o trabalho de parto e parto. A coleta dos dados foi feita de forma intencional, por meio de entrevistas face a face, com o apoio de um instrumento semi estruturado com perguntas abertas. Para o processamento de dados foi utilizado o software, que recebe o nome de Iramuteq (Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires), desenvolvido por Pierre Ratinaud (2009),livre, ancorado no Software R, e com cinco diferentes análises estatísticas, sendo a escolhida para este estudo o método da classificação hierárquica descendente (CHD). Para a realização do processamento, foi necessária a preparação do "corpus" ou matriz de dados com todos os textos provenientes das entrevistas, onde cada uma foi transcrita em um único arquivo, dando origem a uma Unidade de Contexto Inicial (UCI), que agrupadas quanto às ocorrências das palavras através das suas raízes, deram origem as Unidades de Contexto elementar (UCEs), resultando na criação de um dicionário com formas reduzidas, utilizando-se para tanto o teste de qui-quadrado (x2), que revela a força associativa entre as palavras e sua respectiva classe e analisada quando maior que 3,84. A partir dessa classificação, as classes que surgiram foram: 1.A informação como meio de valorização da participação do acompanhante; 2.A experiência vivenciada pelo acompanhante e a importância do acolhimento como fator de influência; 3. A participação do acompanhante como escolha; 4.O pré-natal como fonte de preparo ao acompanhante.; 5. O conhecimento sobre o processo de trabalho de parto e parto e as ações executadas pelo acompanhante. A análise destas classes teve como base a proposta de John Creswell (2010). Conclusão: Observado que toda a vivência do acompanhante esteve ligada a sua intenção em estar presente junto à parturiente, dando apoio e carinho e no quanto às ações desenvolvidas por ele como dar a mão, incentivar, fazer massagem, auxiliar no banho e na deambulação, feitas por instinto, ou por orientação da equipe, foram realizadas com satisfação e orgulho. Assim como essa experiência irá influenciar em sua vida familiar junto ao recémnato, em sua relação com a parturiente, e na importância da equipe de saúde, em informar, acolher e valorizar esse acompanhante, proporcionando condições favoráveis e necessárias, a inseri-lo nesse ambiente, não somente como fonte de apoio, mas como protagonista do processo de trabalho de parto e parto, junto à parturiente. Palavras chave: Acompanhante. Parto normal. Pré-natal. Enfermagem.
dc.description.abstractAbstract: Introduction: The birth in our history was considered as a part of family life event. Over the years , the birth was being institutionalized and performed in a oriented environment by professionals. With the implementation of Laws and Ordinances, today we have a progress, forward to there turn of family participation, but focusing parturient, andnot always in an environment that promotes comfort,both parturient as the companion. Objective: Discribe the experience sof the parturient companion during labor and delivery. Method: This was a descriptive and qualitative approach study, realized in a Public Hospital Federal, in the Women's Unit and the Newborn (UMRN), in South region in the period from 01.01.2015 will 01.30.2015. The study population contained 21 parturient companions, who were next to parturiente during labor and delivery. Data collection was done intencionally, through face to face interviews, with the support of a semi -structured instrument with open questions.For the data processing a software was used, which is called Iramuteq (Interface de R pour les Analyses Multidimensionnelles de Textes et de Questionnaires), developed by Pierre Ratinaud (2009), free, anchored in Software R,and five different statistical analyses, were chosen for this study the Downward Method of Hierarchical Classification (CHD). To carry out the processing, preparation of the " corpus " or data matrix with all information emanating from the interviews was necessary, where each one was transcribed into a single file, originating an Initial Context Unit (UCI), that grouped about the occurrences of words through their roots, They led the Elementary Context Units(UCEs), resulting in the creation of a dictionary with reduced forms , using for both the Chi- Square Test (x2), revealing the associative strength between words and their respective class and analyzed when greater than 3.84.Based on this classification , the classes that arose were: 1.information as a means of valuing participation parturient companion; 2. the experience lived by the parturient companion and the importance of the welcome as a factor of influence; 3. The participation of the parturient companion as choice; 4. Prenatal as a source of preparation to the parturient companion; 5. Knowledge about labor and delivery and the actions taken by the parturient companion. The analysis of these classes was based on the proposal of John Creswell (2010). Conclusion: Observed that the whole experience of the parturient companion was linked to his intention to be present with the parturient, giving support and love and as the actions taken by him as giving a hand, encourage, do massage,help with bathing and walking,made by instinct, or by health staff orientation, were performed with satisfaction and pride. As this experience will influence in his family life with the new born, in the relationship with the parturient, and the importance of the health staff , to inform , welcome and appreciate this parturient companion, providing favorable and necessary conditions to enter him in this environment,not only as a source of support, but as the protagonist of the labor and delivery, with the parturient. Keywords: Parturient companion. Natural childbirth. Prenatal. Nursing.
dc.format.extent113f. : il., algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectEnfermagem
dc.subjectParto (Obstetricia)
dc.subjectParto normal
dc.subjectParto Humanizado
dc.subjectEnfermagem obstétrica
dc.titleVivência do acompanhante da parturiente no processo de trabalho de parto e parto
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record