Show simple item record

dc.contributor.advisorCoelho, Júlio Cezar Uili, 1953-
dc.contributor.authorNitsche, Rodrigo
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica
dc.date.accessioned2015-12-15T13:12:44Z
dc.date.available2015-12-15T13:12:44Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40635
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Júlio Cezar Uili Coelho
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica. Defesa: Curitiba, 28/08/2015
dc.descriptionInclui referências : f. 33-36
dc.descriptionÁrea de concentração : Avaliação anátomo-funcional dos transplantes
dc.description.abstractResumo: O hipogonadismo é uma situação clínica comum em pacientes do sexo masculino com cirrose hepática e é caracterizado pelo baixo nível de testosterona, perda de libido, atrofia testicular, impotência e ginecomastia. Sabe-se que a testosterona tem uma grande influência sobre a composição da gordura corporal e massa muscular no homem. Testosterona sérica total (T) e testosterona livre (FT) estão diminuídas em pacientes com cirrose hepática avançada. Também estes pacientes têm globulina de ligação ao hormônio sexual (SHBG) aumentada antes do transplante hepático ortotópico (THO). Objetivo: Determinar a influência do transplante hepático ortotópico nos níveis de testosterona total, testosterona livre e SHBG em pacientes cirróticos do sexo masculino e também determinar a relação dessas mudanças com o escore MELD (Model for End-stage Liver Disease). Métodos: Em um estudo prospectivo, os níveis séricos de testosterona (T), testosterona livre (FT) e globulina de ligação ao hormônio sexual (SHBG) de 30 pacientes adultos do sexo masculino com doença hepática em estágio final foram medidos duas a quatro horas antes e seis meses após transplante hepático (THO). O MELD foi determinado no dia do THO. Para esta análise, pontos extras não foram adicionados para pacientes com hepatocarcinoma. A etiologia da cirrose e a média do escore MELD determinaram a subdivisão do grupo em C (etiologia alcoólica), D (etiologia não alcoólica), A (MELD ? 18) e B (MELD > 18). Resultados: Os níveis de SHBG reduziram após o transplante hepático no grupo geral (p 0,007), nos grupos A (p 0,008) e C (p 0,03). Os níveis de testosterona livre aumentaram no grupo D (p 0,004) e A (p 0,03). Não houve mudança significativa nos níveis de testosterona total após o transplante hepático. Conclusões: O transplante hepático reduz os níveis de SHBG, principalmente em pacientes com MELD ? 18 e etiologia alcoólica da cirrose. O transplante hepático aumenta os níveis de testosterona livre em pacientes com MELD ?18 e pacientes com etiologia não alcoólica da cirrose. Não há mudança significativa nos níveis de testosterona total após o transplante hepático. Não há mudança significativa no perfil hormonal em pacientes com MELD>18. Palavras-Chave: Transplante hepático. Testosterona. Cirrose. Escore MELD.
dc.description.abstractAbstract: Hypogonadism is a common clinical situation in male cirrhotic patients and is characterized by low serum testosterone level, loss of libido, small testes, impotence and gynecomastia. It has been known that testosterone affects the body fat composition and muscle mass in the male. Serum total testosterone (T) and free testosterone (FT) are decreased in patients with advanced liver cirrhosis. Also these patients have sex hormone-binding globulin (SHBG) increased before orthotopic liver transplantation. Objective: To determine the influence of orthotopic liver transplantation in serum levels of total testosterone, free testosterone and SHBG in male cirrhotic patients and also to determine the relationship of these changes with MELD score (Model for End-stage Liver Disease). Methods: In a prospective study, serum levels of testosterone (T), free testosterone (FT) and sex hormone-binding globulin (SHBG) of 30 male adult patients with end-stage liver disease were measured two to four hours before and six months after orthotopic liver transplantation. MELD was determined on the day of the transplantation. For this analysis, extra points were not added for patients with hepatocarcinoma. The etiology of cirrhosis and the mean value of MELD determined the subdivision of the group in C (alcoholic etiology), D (non alcoholic etiology), A (MELD ?18) and B (MELD >18). Results: SHBG levels decreased after liver transplantation in general group (p 0,007), in A (p 0,008) and C (p 0,03) groups. Free testosterone levels increased in D (p 0,004) and A (p 0,03) groups. There was no significant change in total testosterone levels after liver transplantation. Conclusions: The liver transplantation decreases SHBG levels, especially in patients with MELD ?18 and alcoholic etiology of cirrhosis. The liver transplantation increases free testosterone levels in patients with MELD ?18 and patients with non alcoholic etiology of cirrhosis. There is no significant change in total testosterone levels after liver transplantation. There is no significant change in hormonal profile in patients with MELD >18. Keywords: Liver transplantation. Testosterone. Cirrhosis. MELD Score.
dc.format.extent44 f. : il. algumas color., tabs., grafs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectCirurgia
dc.subjectTransplante de figado
dc.subjectTestosterona
dc.subjectCirrose
dc.subjectTécnicas e procedimentos diagnósticos
dc.titleO impacto do transplante hepático nos níveis de testosterona e sua correlação com o MELD
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record