Show simple item record

dc.contributor.authorOliveira, Gabriella Lemes Rodrigues de
dc.contributor.otherDanski, Mitzy Tannia Reichembach
dc.contributor.otherVayego, Stela Adami, 1972-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
dc.date.accessioned2015-11-24T19:30:04Z
dc.date.available2015-11-24T19:30:04Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40026
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Mitzy Tannia Reichembach Danski
dc.descriptionCo-orientadora: Profª Drª Stela Adami Vayego
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Defesa: Curitiba, 23/02/2015
dc.descriptionInclui referências
dc.descriptionÁrea de concentração: Prática profissional de enfermagem
dc.description.abstractResumo: Os cateteres intravenosos periféricos (CIP) são tecnologias em saúde amplamente utilizadas na terapêutica de pacientes hospitalizados que estão em crescente evolução, devendo-se citar o Cateter de Segurança Completo. Trata-se de dispositivo de alto custo pouco utilizado na realidade brasileira, o qual possui características peculiares no intuito de melhorar a prática da terapia intravenosa (TIV) e promover maior segurança aos profissionais que o manipulam. Contudo, o paciente submetido à TIV torna-se suscetível à ocorrência de complicações relacionadas ao uso e manuseio do CIP. Realizou-se pesquisa de coorte prospectiva no período compreendido entre março de 2013 e novembro de 2014, com o objetivo de estimar a incidência de complicações associadas ao uso do Cateter de Segurança Completo em pacientes adultos hospitalizados, bem como avaliar os fatores de risco associados ao desenvolvimento da complicação mais frequente. Obteve-se aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa do Setor de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Paraná, conforme a resolução 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. Foram avaliados 92 pacientes internados em unidades clínicas e cirúrgicas de hospital universitário, sendo analisado apenas um cateter por indivíduo, com a utilização de instrumento de coleta de dados contendo variáveis referentes ao CIP e ao paciente (sócio-demográficas e clínicas). A incidência de complicações relacionadas ao uso do cateter foi de 56,52%, dentre as quais se observou infiltração (23,08%), tração acidental do cateter (17,31%), obstrução (15,38%), infecção local (3,85%), tromboflebite (1,92%), extravasamento (1,92%) e a de maior frequência - flebite (36,54%). Não foram encontrados fatores de risco para a sua ocorrência, exceto pelo tempo médio de permanência dos cateteres (p=0,0430), que foi de 4,36±2,21 dias para os que desenvolveram a complicação, com tempo máximo de dez dias. A maioria dos casos de flebite foi detectada em pacientes que fizeram uso do cateter por tempo superior a 72 horas (79%). Houve maior prevalência entre pacientes do sexo masculino (52,63%), caucasianos (94,74%), internados por doenças do aparelho digestivo (36,84%), com história prévia de hipertensão arterial sistêmica (57,89%), que fizeram uso de cateteres de calibre 20 gauge (78,95%), inseridos em membro superior esquerdo (57,89%), na região do antebraço (68,42%), e com administração endovenosa de sedativos e analgésicos (73,68%). Por meio desta pesquisa, o uso do Cateter de Segurança Completo foi analisado pela primeira vez na literatura científica. Os benefícios constatados no uso do mesmo foram: maior tempo de permanência até a ocorrência de complicações; baixa incidência de infecção local; e proteção ao profissional contra acidentes com material biológico e pérfuro-cortante. Em contrapartida, a incidência de flebite foi cerca de sete vezes acima do percentual aceito pela Infusion Nurses Society, sendo um resultado preocupante que suscita a realização de novos estudos. Os profissionais de enfermagem possuem papel primordial na manutenção de acessos venosos, devendo desenvolver competências para a implementação de medidas com vistas à redução de complicações associadas à TIV. Descritores: Enfermagem. Pesquisa em Enfermagem Clínica. Cateterismo periférico. Complicações. Tecnologia.
dc.description.abstractAbstract: Peripheral intravenous catheters (PIC) are health technologies widely used in the treatment of hospitalized patients who are at increased developments and should be cited the Full Security Catheter. It is an expensive device of little usage in the Brazilian reality, which has peculiar characteristics to improve the practice of Intravenous therapy (IT) and promote greater security to the professionals handling it. However, the patient submitted to IT becomes susceptible to complications related to the use and handling the PIC. This research of a prospective cohort was carried out from March, 2013, to November, 2014, aiming to estimate the incidence of complications associated with the use of the Full Security Catheter in hospitalized adult patients, and to evaluate the risk factors associated with the development of the most common complication. This study was approved by the Ethics in Research Committee of the Health Sciences Sector at Federal University of Paraná (State of Paraná, Brazil), according to the Resolution n. 466/2012 of the Brazilian National Health Council. Ninety-two (92) patients in medical and surgical units of certain university hospital were evaluated; and only one catheter per individual was analyzed using some data collection instrument containing variables related to the PIC and the patient (socio-demographic and clinical). The incidence of complications related to catheter usage was 56.52%, including infiltration (23.08%), accidental traction of the catheter (17.31%), obstruction (15.38%), local infection (3.85%), thrombophlebitis (1.92%), leakage (1.92%), and phlebitis (36.54%), which was the one of highest frequency. Any risk factors for its occurrence was found, except for the stay average length of the catheters (p=0.0430), which was 4.36±2.21 days for those ones which developed the complication with maximum time of ten days. Most cases of phlebitis were detected in patients who used the catheter for longer than 72 hours (79%). There was a higher prevalence among male patients (52,63%), Caucasian patients (94,74%), patients hospitalized for digestive diseases (36,84%), patients with a history of systemic hypertension (57,89%), patients who used 20 gauge caliber catheters (78,95%), catheters inserted in the left arm (57,89%), catheters in the forearm region (68,42%), and after intravenous administration of sedatives and analgesics (73,68%). This research was the first one at the scientific literature to analyze the Full Security Catheter. The benefits observed by its use were: increased length of stay until the occurrence of complications; low incidence of local infection; and protection against occupational accidents with biological and cutting and piercing material. In contrast, the phlebitis? incidence was about seven times above the percentage accepted by the Infusion Nurses Society; this was a worrying result indicating the need of further studies. Nursing professionals have key role in maintaining venous access and must develop skills to implement measures to reduce complications associated with IT. Descriptors: Nursing. Clinical Nursing Research. Peripheral Catheterization. Complications. Technology.
dc.format.extent96f. : il., tabs., grafs., algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectEnfermagem
dc.subjectDissertações
dc.subjectEnfermagem
dc.subjectCateteres
dc.subjectCateterismo
dc.titleAvaliação de tecnologia em saúde : cateter de segurança completo
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record