Show simple item record

dc.contributor.authorSilva, Carolina de Paivapt_BR
dc.contributor.otherNoernberg, Mauricio Almeidapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Centro de Estudos do Mar. Curso de Graduação em Oceanografiapt_BR
dc.date.accessioned2014-11-03T14:15:47Z
dc.date.available2014-11-03T14:15:47Z
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36552
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Maurício Almeida Noernbergpt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Terra, Centro de Estudos do Mar, Curso de Oceanografiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Estudos que aplicam sensoriamento remoto a manguezais se tornaram comuns na última década, mas somente com sensores de alta resolução espacial atuais se tem obtido resultados mais detalhados desses ambientes. O objetivo desse trabalho é avaliar a distribuição dos manguezais do Complexo Estuarino de Paranaguá a partir de imagens SPOT. Para isso, foram usadas quatro imagens multiespectrais do satélite SPOT entre os anos de 2004 e 2010, onde foi realizada uma classificação a partir do cálculo do NDVI para a separação de áreas de manguezais das demais áreas, e posteriormente uma classificação não supervisionada para a análise das diferenças nos bosques dos mangues, que apresentou cinco classes de vegetação. A imagem de 2004 foi corroborada com dados de campo. Os manguezais do CEP ocupam uma área de 240km2. A imagem de 2004, com os dados em campo, mostram que as classes predominantes no estuário são as de mangue alto e mangue fechado, onde se encontra-se o co-domínio de espécies e predomínio de L. racemosa. Esses bosques se distribuem nas margens externas do manguezal. O mangue aberto e o sem vegetação apresentam as menores concentrações e se distribuem no interior dos bosques. A outra classe se distribui pelo limite superior do manguezal e é caracterizada pela presença de espécies de transição. A análise temporal não apresentou resultados relevantes, possivelmente por diferenças das condições ambientais e radiométricas na aquisição das imagens. Palavras-chave:manguezal, imagens SPOT, distribuição espacial.pt_BR
dc.format.extent31 f. : il. , grafs., maps., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectManguespt_BR
dc.subject.ddc551.47pt_BR
dc.titleCaracterização dos manguezais do complexo estuarino de Paranaguá a partir de imagens SPOT.pt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record