Show simple item record

dc.contributor.authorBorges, Rogerpt_BR
dc.contributor.otherWypych, Fernandopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Exatas. Programa de Pós-Graduação em Químicapt_BR
dc.date.accessioned2014-08-11T17:36:45Z
dc.date.available2014-08-11T17:36:45Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35749
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho descreve o desenvolvimento de fertilizantes de liberação lenta a partir de ativação mecanoquímica de misturas de caulinita e monohidrogeno fosfato de amônio e de potássio. Estes sais são utilizados na agricultura como fertilizantes convencionais e são altamente solúveis em solução aquosa, o que implica em grandes perdas devido a processos de lixiviação, volatilização ou até mesmo fixação no solo impossibilitando, em todos os casos, a utilização dos nutrientes para as plantas. Devido a estas características, existe a necessidade da aplicação de grandes quantidades destes produtos na agricultura, portanto a idéia em controlar o fornecimento dos elementos que compõem os sais utilizados reflete a necessidade em diminuir custos com adubação exacerbada potencializando a utilização dos produtos alterando a solubilidade dos íons envolvidos. A metodologia adotada consiste na moagem dos reagentes variando as condições de processamento. No presente trabalho foram utilizados dois moinhos: um moinho planetário de zircônia com rotação fixa de trabalho permitido a variação de tempo de moagem; e um moinho de bolas de alta energia em que se variou a rotação e tempo. Os resultados iniciais na utilização do primeiro moinho mostraram que o processo de amorfização é dependente do tempo de moagem e que este altera consideravelmente o comportamento de liberação. Para o segundo moinho, as altas rotações e o tempo, garantem as características de interesse para os materiais produzidos. Na caracterização das amostras, além da verificação do processo de amorfização identificado por DRXP, foi atestada a desidroxilação mecanoquímica principalmente por FTIR e TGA/DTA. Estas alterações estruturais são suportadas por medidas de MEV/EDS que mostrou mudanças no tamanho das partículas e no desaparecimento de morfologia ordenada, após a ativação mecanoquímica. Além disso, as medidas de RMN mostraram a formação de compostos metaestáveis de alumínio e fósforo, o que certamente explica em partes o comportamento lento de liberação destes nutrientes. PALAVRAS-CHAVE: Fertilizantes de liberação lenta, macronutrientes primários, caulinita, fosfatos solúveis, ativação mecanoquímica.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleObtenção de fertilizantes de liberação lenta de N, P e K por ativação mecanoquímica de misturas de caulinita com fosfatos solúveispt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record