Show simple item record

dc.contributor.authorBila, Narciso Fernandopt_BR
dc.contributor.otherIwakiri, Setsuo, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherPrata, José Guilhermept_BR
dc.contributor.otherTrianoski, Rosilanipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2014-07-24T20:21:41Z
dc.date.available2014-07-24T20:21:41Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35676
dc.description.abstractResumo: As florestas tropicais da região amazônica, constituem um sistema de estrutura complexa que possui uma composição altamente diversificada de espécies com um grande potencial madeireiro. Este trabalho teve como objetivo avaliar a massa específica aparente, propriedades químicas e a qualidade de juntas coladas de seis espécies de madeiras tropicais da Amazônia pouco conhecidas e utilizadas comercialmente por meio de ensaios de cisalhamento da linha de cola, para avaliar a sua interação com adesivo e inferir sobre a viabilidade de utilização dessas espécies na fabricação de produtos de maior valor agregado (PMVA), especificamente, o Edge glued panel - EGP. As espécies utilizadas foram Protium puncticulatum J.F. Macbr (Breu vermelho); Eschweilera coriácea (DC.) S.A. Mori (Piaozinho); Manilkara amazônica (Huber.) Standley. (Abiurana); Inga paraensis Ducke (Inga vermelho); Eschweilera odora (poepp.) Miers (Mata-Matá); e Byrsonima crispa Juss (Murici). A colagem foi realizada com os adesivos acetato de polivinila (PVAc) e Emulsão polimérica de isocianato (EPI) em duas gramaturas (120 e 200 g/m2). Os ensaios de cisalhamento da linha de cola e percentual de falhas na madeira foram realizados conforme os procedimentos descritos nas normas CEN/TS 13354:2003 E, e ABNT NBR ISO 12466-1:2006, respectivamente. Os resultados, demostraram que todas as espécies estudadas apresentam alta massa específica aparente. Os valores de pH e teor de extrativos estão dentro da faixa apresentada na literatura. Nos ensaios de cisalhamento verificou-se que para o adesivo PVAc as espécies com melhor qualidade de colagem foram Eschweilera coriácea e Manilkara amazonica, enquanto que, para o adesivo EPI a melhor qualidade de colagem verificou-se nas espécies Protium puncticulatum, Eschweilera coriácea, Inga paraensis e Eschweilera odora. Não houve diferença estatisticamente significativa entre os valores de resistência das juntas coladas das espécies nas duas gramaturas utilizadas. Baseado nos requisítos mínimos requeridos pela norma CEN/TS 13354:2003 E, todas espécies apresentaram potencial para produção do EGP.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectMadeira - Testespt_BR
dc.subjectMadeira - Juntaspt_BR
dc.subjectMadeira - Tropicospt_BR
dc.subjectArvores - Amazônia (BR)pt_BR
dc.titleAvaliação da qualidade de juntas coladas de seis espécies de madeira tropicais da Amazôniapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record