Show simple item record

dc.contributor.authorDittrich Filho, Wilsonpt_BR
dc.contributor.otherDottori, Maurício Soarespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. Programa de Pós-Graduação em Músicapt_BR
dc.date.accessioned2013-10-18T13:24:40Z
dc.date.available2013-10-18T13:24:40Z
dc.date.issued2013-10-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/32583
dc.description.abstractResumo: A obra para piano de Maurice Ravel, Jeux d'eau, foi marco criador no início do séc. XX, e fomentou uma estética musical conhecida mundialmente como Impressionismo. Quais os recursos de composição usados e recriados por Ravel nesta composição, e como criar uma sonoridade impressionista ao piano? Estas são algumas das questões propostas no presente trabalho, tanto quanto o discurso de grandes intérpretes sobre o que é um som "bonito", qual a função do pedal para as obras deste período, e como gerar associações miméticas em busca de uma das mais importantes ferramentas para o intérprete: a imaginação sonora.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleJeux d'eaupt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record