Show simple item record

dc.contributor.advisorKolm, Hedda Elisabeth, 1953-pt_BR
dc.contributor.authorFernandes, Vanessa de Andradept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Centro de Estudos do Mar. Programa de Pos-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceanicospt_BR
dc.contributor.otherMachado, Eunice da Costapt_BR
dc.date.accessioned2012-12-10T15:26:32Z
dc.date.available2012-12-10T15:26:32Z
dc.date.issued2012-12-10
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28851
dc.description.abstractResumo: A Gamboa do Emboguaçu está localizada na Baía de Paranaguá e banha a cidade homônima na sua porção oeste. Junto com as gamboas Itiberê, dos Correias, dos Almeidas e Maciel apresenta uma extensa e plana bacia de drenagem margeada por manguezais que são os maiores fornecedores de matéria orgânica dissolvida da Baía de Paranaguá. Segundo informações da Empresa de Saneamento de Paranaguá, a "CAB Águas de Paranaguá", o esgoto tratado pela Estação de Tratamento de Esgoto do Emboguaçu é lançado na gamboa Emboguaçu Mirim que deságua na Gamboa do Emboguaçu. Considerando-se as alterações antrópicas existentes na região e a escassez de estudos procariológicos, fez-se necessário um estudo do procarioplâncton ao longo do curso d´água em questão e correlacioná-lo com fatores físico-químicos (temperatura, salinidade, pH, oxigênio dissolvido, transparência, nitrato, nitrito, fosfato, N-amoniacal, material particulado em suspensão, teor de matéria orgânica particulada, e pluviosidade). Os resultados mostraram que a maior densidade de procarias heterotróficas totais (1.458x103 cel.mL-1), de sua biomassa (42,74 ?gC.L-1) e de E. coli (>48.392 NMP.100mL-1) ocorreu principalmente na segunda quinzena de dezembro (período de férias entre o Natal e o Ano Novo). Nesse período também foram registradas as maiores pluviosidades das últimas 24h, o que pode evidenciar a relação direta entre esse parâmetro e a rápida resposta dessas bactérias a essa condicionante física. As concentrações de coliformes totais (>48.392 NMP.100mL -1) e da pluviosidade das últimas 72 horas foram mais elevadas nas segundas quinzenas de janeiro e fevereiro. Junto com a E. coli também foram registrados os maiores valores de amônia e fosfato. As altas concentrações desses nutrientes reforçam a idéia de que há entrada de esgoto "in natura" na gamboa, principalmente no período de altas pluviosidades e do aumento populacional no verão.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectOceanografia quimicapt_BR
dc.titleVariação espaço-temporal do procarioplancton na Gamboa do Emboguaçu, Paraná, Brasil, e sua correlação com parâmetros físico-químicospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record