Show simple item record

dc.contributor.authorHuinca, Suelen Christina Moviopt_BR
dc.contributor.otherKrueger, Claudia Pereirapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Terra. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Geodésicaspt_BR
dc.date.accessioned2010-12-06T11:18:31Z
dc.date.available2010-12-06T11:18:31Z
dc.date.issued2010-12-06
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24922
dc.description.abstractResumo: Quando se almeja precisão na determinação de coordenadas geodésicas é de suma importância o conhecimento do centro de fase das antenas envolvidas no processamento. O centro de fase é o ponto de recepção do sinal vindo do satélite e pode variar conforme a característica individual de cada antena e com a alteração da direção do sinal proveniente de um satélite. Esta variação do centro de fase afeta os “offsets” da antena que são valores necessários para conectar as medidas para a determinação das coordenadas precisas de um ponto. O offset do centro de fase médio pode ser divido em dois elementos o PCO (Phase Center Offset) e o PCV (Phase Center Variation). O PCO é um vetor de deslocamento entre o centro de fase médio e o ARP (Antenna Reference Point) e o PCV consiste de um eslocamento adicional do centro de fase, de caráter sistemático, que é função do ângulo de incidência do sinal GPS. A determinação do PCO e do PCV é realizada através de calibração. O objetivo dessa pesquisa é implantar o método de calibração relativa em campo na BCAL/UFPR, no Brasil. Para poder determinar parâmetros de calibração em campo de uma antena é necessário que o efeito do multicaminho seja mínimo nessa estação de calibração, visando essa verificação fez-se uma análise onde se pode verificar e quantificar a influência desse efeito nos pilares que compõem a BCAL/UFPR. Também se determinou as coordenadas geodésicas precisas dos pilares. Realizaram-se experimentos aplicando o método de calibração relativa em campo onde foi possível determinar e comparar os diferentes parâmetros de calibração da antena TRM 22020.00+GP. Realizaram-se processamentos para determinar as coordenadas geodésicas do marco RM03 onde se variou os parâmetros da antena e estação de referência (UFPR, NEIA, POLI e PPTE), visando verificar se existiam alguma diferença entre as coordenadas. As maiores diferenças encontrada foram para a altitude elipsoidal. Fez-se uma análise estatística onde se pode comprovar que os dois conjuntos de dados, altitudes elipsoidais (RM03-UFPR) e (RM03-NEIA), obtidas com diferentes parâmetros de calibração são estatisticamente diferentes.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleCalibração relativa de atenas gnss na BCAL/UFPRpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record