Show simple item record

dc.contributor.advisorPrevedello, Beatriz Monte Serrat, 1954-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Produção Vegetalpt_BR
dc.creatorWachowicz Faust, Cyntia Mariapt_BR
dc.date.accessioned2023-02-16T18:59:11Z
dc.date.available2023-02-16T18:59:11Z
dc.date.issued2002pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/81209
dc.descriptionOrientadora: Prof.ª Dr.ª Beatriz Monte Serratpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Defesa: Curitiba, 2002pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 64-71pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Produção Vegetalpt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho experimental foi conduzido em casa-de-vegetação com o objetivo de avaliar a influência de doses de lodo de esgoto alcalinizado e de adubação fosfatada no desenvolvimento da cultura da Gypsophíla panículata L. ("mosquitinho"). As doses de lodo testadas foram 0, 20, 40 e 60 Mg.ha-1 (em base úmida) e os tratamentos de adubação fosfatada variaram em porcentagem da recomendação, sendo utilizadas: 0, 50 e 100% das quantidades recomendadas para a cultura. Os trabalhos foram conduzidos no Departamento de Solos da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, sendo o plantio das mudas realizado em 27 de setembro de 2000, com delineamento em blocos casualizados, em arranjo fatorial 4x3. Na avaliação do desenvolvimento da cultura, foram considerados parâmetros morfológicos indicativos de qualidade e também parâmetros nutricionais. Houve aumento significativo da biomassa das plantas com a adição de lodo de esgoto e de fósforo mineral, havendo interação entre os dois fatores. Não houve formação de haste floral no tratamento sem adição de lodo de esgoto e de P. O aspecto nutricional de maior destaque foi que os teores de micronutrientes e de potássio apresentados pela parte aérea das plantas diminuiu com a adição de lodo, tendo sido pouco influenciados pela presença do fósforo adicionado.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This greenhouse experiment was carried out with the objective to value the influence of amounts of alkaline sewage sludge, phosphorus fertilization in the Gypsophila paniculata L. growth. The valued amount of sewage sludge was 0, 20, 40 and 60 t.ha-1; and 0, 50 and 100% of the official recommendation of phosphorus fertilization were tested. The seedlings were planted in the green house of the Soils Department of the Universidade Federal do Paraná, Brazil, on the 27th of September, 2000. The experimental design was the complete randomized blocks with 4x3 factorial experiments. In the crop development, some morphological and nutritional parameters were valued. There was a significant increase in the dry matter of the plants with the addition of sewage sludge and phosphorus, with interaction between both factors. There was no flower formation by plants without the supply of sewage sludge and phosphorus. The main nutritional aspect was the reduction in the content of micronutrients and potassium in the shoot in the presence of sewage sludge, with little influence of phosphorus.pt_BR
dc.format.extentxvii, 91f. : il. color., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.subjectCiência do solopt_BR
dc.subjectFertilizantes fosfatadospt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectPlantas ornamentaispt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.titleDesenvolvimento e nutrição mineral de Gypsophila paniculata L. cultivada em substratos com lodo de esgoto alcalinizado e adubação fosfatadapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record