Show simple item record

dc.contributor.advisorBrum, Juliana Sperotto, 1984-pt_BR
dc.contributor.authorPoltronieri, Paula Teixeira, 1994-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2022-07-25T18:50:44Z
dc.date.available2022-07-25T18:50:44Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/74625
dc.descriptionOrientadora: Profª. Dra. Juliana Sperotto Brumpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa : Curitiba, 10/09/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O Brasil possui um bom indicador de biosseguridade no setor da suinocultura, principalmente nas produções tecnificadas e de grande porte, no entanto existem sistemas de produção menores voltados para subsistência, onde a biosseguridade costuma ser baixa. Isso pode apresentar um risco para a sanidade do rebanho nacional e um problema para a saúde pública. A presente dissertação foi dividida em três capítulos. No primeiro capítulo foi realizado um levantamento de normativas oficiais e não oficiais, manuais e guias desenvolvidos relacionados a medidas de biosseguridade, assim como, os planos estratégicos para controle de surtos e prevenção de doenças dos quatro maiores países produtores de suínos (China, União Européia, Estados Unidos e Brasil). Foi realizado uma comparação entre as medidas preventiva utilizadas nos países e verificou-se similaridades entre elas, porém apenas no Brasil e na França as normativas de biosseguridade são oficiais, nos outros países são disponibilizados guias e recomendações. No capítulo 2 foi é descrito as principais doenças de suínos domésticos que podem ser transmitidas pelos suínos selvagens (brucelose, peste suína clássica, peste suína africana, tuberculose, leptospirose, hepatite E, salmonelose, toxoplasmose, triquinelose, influenza suína, doença de Aujeszky e febre aftosa). Essas doenças afetam a suinocultura comercial, apresentando risco econômico e sanitário para o setor, além disso, algumas doenças são zoonoses e tem impacto na saúde pública. Destaca-se assim a importância da implantação de medidas eficazes de monitoramento e controle desses animais, bem como medidas de biosseguridade nos estabelecimentos de produção de suínos de subsistência. Por fim, no terceiro capítulo foi realizado um levantamento do nível de biosseguridade nas pequenas propriedades produtoras de suínos da Região Metropolitana de Curitiba. O estudo foi realizado por meio de aplicação de questionários durante visitas nas propriedades e ao todo foram avaliadas 100 propriedades. De modo geral, as propriedades apresentavam um baixo nível de biosseguridade, podendo apresentar um risco de introdução de doenças.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Brazil has a good biosecurity indicator in the swine sector ,mainly in technified and large-scale productions, however, there are smaller production systems aimed at subsistence, where biosecurity is usually low. This can pose a risk to the health of the national herd and a public health problem. This dissertation was divided into 3 chapters. In the first chapter a survey and analyze of official and unofficial regulations, manuals and guides developed was carried out, as well as the strategic plans for outbreak control and disease prevention of the four largest producers in the sector. Besides that, articles related to the topic were also consulted. he measures used in the countries are similar, but only in Brazil and France a regulamentation is in force, the others countries guides and recommendations are available. In chapter 2 the main diseases of domestic swine that can be transmitted by feral swine are described. The descrited diseases are: brucellosis, classical swine fever, African swine fever, tuberculosis, leptospirosis, hepatitis E, salmonellosis, toxoplasmosis, trichinellosis, swine influenza, Aujeszky's disease and foot and mouth disease. These diseases affect the commercial herd, presenting an economic and health risk for the sector, in addition, some diseases are zoonoses and have an impact on public health. The importance of implementing effective monitoring and control measures for these animals is on focus, as well as biosecurity measures in pig production. In the third one, a survey of the level of biosecurity was carried out in small swine-producing properties in the Metropolitan Region of Curitiba. The study was carried out through questionnaires application during visits to the properties. A total of 100 properties were evaluated. In general, the properties had a low level of biosecurity, which could present a risk of introducing diseases.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languageMultilinguapt_BR
dc.languageTexto em português e inglêspt_BR
dc.languageporengpt_BR
dc.subjectSuino - Criaçãopt_BR
dc.subjectBiossegurançapt_BR
dc.subjectMedicina Veterináriapt_BR
dc.titleAvaliação das medidas de biosseguridade em pequenas propriedades produtoras de suínos na Região Metropolitana de Curitibapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record